quinta-feira, dezembro 17, 2009

Da arquitectura

Li este artigo sobre os projectos de Niemeyer. É que ao 102 anos, o senhor já se prontificou a desenhar um estádio de futebol para o campeonato do mundo no Brasil em 2014!
Acho isto extraordinário!

Mas hoje não vou falar dessa coisa que é ter 102 anos e ter planos para o futuro. Todos concordaremos que assim é que deve ser. E não é por um gajo ter 102 anos que precisa de ficar encostado à parede ou sentado na cadeira do lar o dia todo.

Este post é para dar conta do meu gosto pela arquitectura. Não percebo nada de nada, que não sou um técnico, mas gosto muito de olhar o que é belo. E, por acaso, gosto muito da obra do senhor de 102 anos, o Óscar Niemeyer. Não sei se sabem, mas foi ele que desenhou os ícones de Brasília, a capital brasileira, quando esta foi construída. De raíz!

Aqui ficam alguns exemplos de trabalhos seus que me fascinam.



Mas há outros arquitectos cujo trabalho me fascinam. Como o Frank Lloyd Wright. Gosto da sua sintonia com a natureza. E vi uma exposição sobre o seu trabalho no Guggenheim em Nova Iorque. Fiquei ainda mais maravilhado com as ideias deveras avant garde que o tipo tinha!





E talvez o meu favorito: Santiago Calatrava. É das curvas. Só pode.



4 comentários:

Hydrargirum disse...

Pois que gosto deles todos...e ainda lhe adiciono o Jorn Utzon, o que fez o Opera House in Sydney...

Mas o meu preferido e mesmo o FLWright...e puseste ai a FallingWater...que adoro:)

Qt ao sismo...eu nao senti nadinha...que desconsolo...

Sofia Feliz disse...

A casa da cascata é magnífica, até se tivermos em conta a data da sua construção (salvo erro foi em 1936). Também eu sou fã de arquitectura, e gosto deles todos... acho que o que menos gosto é mesmo o Taveira... talvez o facto das cores berrantes e dele próprio ser, digamos assim, um ser um "bocadinho estranho"...
Quero ir um dia ao Gug, em Bilbao.

Astrid disse...

Angelo, e não vai nada para o Álvaro Siza e Souto Moura? :)))
Vou te contar umas coisinhas sobre Brasília... que tem um ceú absurdamente azul... acordas com o sol a fustigar lá pelas 5 da matina, tem um clima quente, mais seco... muita gente dorme com bacias de água pelos quatro cantos da casa... Quando as aeronaves aproximam-se do aeroporto, lá de cima, só conseguimos ver piscinas... Acho que é a cidade do Brasil com mais piscinas por metro quadrado. E tem um lago, para amenizar o ar quente e seco, o Paranoá - que reza a lenda, existem mais de duas dezenas de tractores submersos, porque Brasília tinha que ser inaugurada, o JK e a comitiva chegariam e não dava tempo para tirá-los de lá... Solução: água neles! :))) Mas como o próprio Niemayer já afirmou "a humanidade precisa de sonhos para suportar a miséria; nem que seja por um instante"... E também há algo meio lenda e meio verdade sobre o Niemayer... dizem que ao ser perguntado quanto valia o projecto dele sobre Brasília, ele solenemente respondeu "era mais o que faltava... não cobro nada; é o meu país"... Ah! Vista de cima Brasília é um avião... plano piloto (eixo central) e as asas (norte e sul)... Simples, né? :)

Se queres saber como os brasilienses tratam actualmente verdadeiras obras de arte, podes ler mais aqui:
http://www.gabinetec.com.br/lista/arquivos/backup/obs/OBS_2009_06_22.pdf

Beijos, flores e estrelas *****

pinguim disse...

Três exemplos de uma arquitectura arrojada, mas perfeitamente bela e enquadrada nos seus ambientes.
Gosto dos três, mas tenho que dar o prémio "Prestígio" ao decano brasileiro.