quinta-feira, janeiro 21, 2010

Momento Pingo Doce

Raramente vou ao Pingo Doce, porque ali no Babilónia as filas são sempre gigantescas. Mas hoje lá fui tentar a minha sorte. Uma caixa abriu e a menina - já a conheço e não a curto! - deu ordem para lá irmos pela ordem em que estávamos - Ponto Um: não suporto gente que pensa que tem poder.
Sou logo o primeiro. Ela continuava na conversa e na risota com a colega da outra caixa, a dois metros de distância. A outra pouco diz, porque sabe como fazer o seu trabalho. A minha, à conta da galhofa, perguntou-me duas vezes se eu queria um saco - Ponto Dois: isto já está tudo a correr mal!
O pior foi quando lhe perguntei se queria 67 cêntimos para arredondar a conta. Não me responde - Ponto Três: 'tás prestes a levar na cabeça! E assim foi: oiça, preste atenção ao que lhe estou a dizer em vez de estar na conversa com a sua colega. Ela nem olhou para mim, nem tão pouco retorquiu. Quando saí de lá, ouvi uns comentários daquela voz de bagaço inconfundível. Continuei, que não estou para me chatear a valer!

Isto não é nada, claro, mas eu não sou como as velhas que comem e calam nem como os portugueses comuns que comentam para quem está ao lado a ver se pega. Eu sou muito mais pró-activo. E, sim, estou mal habituado com a qualidade do serviço japonês. Reconheço-o e exijo a mesmíssima qualidade sempre! Não é por estar no Pingo Doce nem em Portugal que não vou querer a excelência. Ou melhor, e neste caso, o mínimo de qualidade no atendimento ao cliente...

6 comentários:

Anónimo disse...

"Venha ao pingo doce de janeiro a janeiro...." eheh!
Rapaz....o pingo doce do babilonia é o maximo....digo-te...tens de ir é no espirito da coisa
ha sempre conversa e cenas irreais por la
Paciencia!!!
Beijoca grande
Inês

Astrid disse...

Pois hoje, enervei-me... fui fazer umas compras e na hora de pagá-las disseram que a máquina que aceita os cartões visa estava avariada e sem previsão de ser reparada. Paguei em dinheiro. Depois da compra feita, dei meia volta e mudei de ideias (quis outra peça, mais gira e mais barata). Assim, educadamente, disse que queria fazer a troca. Pediram o talão, expliquei-lhe que ela não havia entregue o mesmo para mim... 15 minutos depois, lá vem ela a confirmar que eu tinha razão... 15 minutos, a loja vazia e elas na conversa... (será que queriam que eu mudasse de ideia outra vez?!)Troca finalmente efectuada, tinha direito a devolução de uma certa quantia em dinheiro ( a meu favor). Disseram que só davam um talão com o tal valor da diferença, porque dinheiro não devolviam... São as ditas regras da casa, que o cliente nunca teve ou terá conhecimento... Pedi para falar com a Gerente (só trabalha à noite e aos fins de semana)... Aí foi a gota... passei-me e exigi todos os meus direitos...ninguém merece...

cris disse...

Sim, o serviço japonês é do melhor do Mundo, mas nós que somos um povo afável e simpático poderíamos chegar bem perto...não fosse a preguiça e desrespeito com o próximo!

Derivado a (gostas?:-))atender público há séculos, detesto quando sou mal servida em qualquer sítio. Vai daí tou sempre a reclamar. E tu e toda a gente que lê este blog devia fazer o mesmo. Chega de sermos pacientes com quem não o merece.
Revoltemo-nos!!!

Sofia Feliz disse...

Ui, imagino a cena, apesar de não frequentar esse Pingo Doce.

Já agora, tenho queixas de Intermarchés... parece que na formação aos talhantes lhes dizem para serem engraçadinhos com os clientes.

Da próxima vez que pedir 6 bifanas e me perguntarem se são 6 kilos, digo que sim e depois deixo por ali de lado... é isso e a célebre frase "queria?! já não quer?!"

Eu cá também detesto que, na minha vez, tenha que ficar a saber do que é que a empregada fez ou deixou de fazer na noite anterior com o namorado. Publiquem na Maria e pronto!

andreia inoue disse...

nao conheco o pingo doce,mais em relacao a qualidade do atendimento daqui do japao,é incrivel,os funcionarios sao super atenciosos e gentis,ate hj nunca encontrei nenhum mal humorado.
abracao.

Filipe M. disse...

LOL !

Ai que saudades que eu tenho de trabalhar no Pingo Doce ^^

Eu não era o funcionário mais sorridente nem o mais simpático, só quando me dava na cabeça e com os clientes que mereciam. Mas que era profissional isso era :P

P.S. - Também não gosto de ir ao pingo doce por causa das filas...