sexta-feira, outubro 23, 2009

Ainda mais respostas

Pipo,
Tu falaste e eu também. E tu bem sabes que gosto muito de trocas de opinião!

Hannah,
É curioso, porque já tinha pensado nisso, mas nem te queria incomodar. E depois, há outro problema, não faço a mínima ideia do que lá pôr...
E acho que esta coisa seria resolvida over a coffee! Que tal?

Leonor,
Já te respondi e reitero o que disse: eu também gostei imenso e quero mais. Muito mais!

Ana Maria
,
Ó pá, precisava de coisas que começassem com "Al". E convenhamos qu "alface" não ía ter a mesma piada!
Adorei, adorei, adorei! E agora é para repetir, quer tenhas carro ou não!

Filipe M.,
Eu acho genial a tua primeira frase... Até porque revela o grande medo de toda a gente noa dias que correm: que alguém nos bloqueie no Facebook! Buuuu... Que medo!
Sim, claro. E bem sei disso, por isso é que tento aproveitar ao máximo, ver sítios e gente... Mas... Estar para aqui sem sentido nenhum também já cansa...

Pinguim,
Eu já lia as crónicas dele na Visão, mas acho que doravente as vou ler de forma diferente. E vou gostar ainda mais!

V.,
Fiquei abismado!

Sofia Feliz,
Os óculos nem sequer eram de marca. Não foram assim baratinhos, mas não seriam nada de extraordinário! Uma verdadeira idiotice!
Não sabia disso! E eu a pensar que era o António Costa que gostava de bicicletas e tal. Mas é como disses, elas podem ter saído de lá, mas o problema só se havia transferido de lugar!

3 comentários:

James disse...

Ola Angelo, tenho visitado o teu Blog desde ha algum tempo, sobretudo quando andavas por terras do Oriente. Agora com noticias cá da terra, continua a ter a sua piada. È bom ler sobre lisboa aos olhos de alguém que já andou pelo mundo inteiro. Continua, vou passando por cá de vez em quando!

James disse...

lol falta dizer que sou o Jaime!

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Caim não existiu: é uma figura simbólica, tal como Adão e Eva, e ver as coisas de ha 2000 anos com os olhos de hoje é desonestidade intelectual, para não falar da interpretação literal da Bíblia que faz. A imitá-lo, qualquer um de nos a partir de hoje nunca mais poderia usar metáforas.

O que ele faz é o que fazem as testemunhas de Jeová (retiram as coisas do contexto e isolam linhas) e o que fazem os fanáticos independentemente da religião que professem.

Como sabes, se matares alguém acidentalmente (imagine que alguém se cruza subitamente à frente do seu automovel) não és reponsável por essa morte, mas pela interpretação a la Saramago, terias de ser punido e preso por homicidio.


Não se trata, como disseste la no canto, de liberdade em emitir uma opinião. Quis centrar a minha reflexão no desrespeito de alguém que ostensiva e desrespeitosamente emite uma opinião. São coisas TAO diferentes.

Hugs

Pipo

(Pipe, Pipinho e outras variantes) ;)