domingo, setembro 27, 2009

Os 100 anos da Aida

A Aida não fez cem anos. Mas como eu não posso dizer a provecta idade que alcançou e que prova que a esperança média de vida é só mesmo uma média e há quem viva para mais do dobro, a gente diz que foram cem aninhos.
Mas a menina está bem conservada, sim senhor.

A minha Mari estava a preparar a surpresa para a Aida. Que a minha Mari é uma preparadora.


E a Aida, mesmo sendo o seu aniversário, não deixou de nos presentear com um prato tailandês. Que ela é uma moça muito internacional.


Eu estava extasiado, que estava nessa terra linda que é a Via Rara. E estava lá imenso pessoal. O que é sempre bom. E mau, porque somos todos loucos.










Que bom foi ver o Zé, que há muito tempo que não o via. Para ai desde a última vez.


E a prendinha para a Aida estava complicada...



Mas aquelas cabecinhas pensadoras todas juntas lá conseguiram completar a coisa...







A aniversariante numa foto introspectiva... Porque quase que se vê tudo lá dentro...


Havia comes e bebes.


Ossos para chupar.










E prendas, para além daquela que custou a saír!


E até bolos! Sim, que ela teve direito a dois. Este, o da Kitty-chan, foi um deles.


Cantámos os parabéns.




E cá está a melhor foto do dia:


À que se seguiu uma série de fotos com o pessoal a ver o dvd feito de propósito para a menina dos anos...






Para que fique claro, eu não queria fazer isto. Porque eu não sou assim. Mas obrigaram-me.


Duas vezes.








Dançámos um pouco de Bowie...



Por fim, soltou-se essa grande cançonetista que é a Rosinha e os seus temas levo no pacote...


E C'olhões.



Querem melhor? É que é impossível!

A Mari trouxe-me de volta para casa. E descobriu que é possível dar uma volta completa a qualquer rotunda. E não só a três terços da mesma!

Mais uma festa bem boa, mesmo eu estando cheio de sono... É que ter chegado a casa às três da matina na noite anterior, deixou-me KO. Definitivamente, não fui feito para noitadas!

1 comentário:

Paulo disse...

acho que conheço esta gente de algum lado...