quarta-feira, janeiro 14, 2009

Melbourne 14/Jan - Ou o dia em que comi cangúru e crocodilo

Uma das coisas que adoro aqui é o multiculturalismo deste país. Coisa absolutamente impensável no fechado Japão e não muito evidente no emigrante Portugal... Daí não me ter espantado nada ver uma senhora indiana de sari vestido, mas com um véu de noiva posto.


Bem, parabéns aos noivos!

E como tenho as manhãs para mim mesmo, meti-me na circle line (uma linha de eléctrico gratuita que dá a volta ao centro de Melbourne) e fui vendo as vistas. Desde a parte mais antiga da cidade, até a toda uma nova zona, Docklands.
Isto faz-me sempre pensar no fundamentalismo que há em Lisboa contra construir junto ao rio... Com uma zona ribeirinha tão longa, e com projectos pensados como deve ser, de certeza de que não há problema em constuir junto ao Tejo... Mas esta é a minha singela opinião...






Lá terminei o passeio, e fui ter com a Hanae. Voltámos a Fitzroy, uma zona que muito me agradou. E acabámos por ir comer a um restaurante italiano... Ela comeu pizza, eu uma belíssima lasagna!

E o que tornou a coisa ainda melhor é que para sobremesa comi um pastel de nata. Mas uma coisa a sério. É que à entrada de Fitzroy há uma loja de produtos portugueses e espanhóis!


Que bem que me soube!
Aliás, ir às compras é do melhor que há. Mas eu já disse à Hanae que tenho que me desabituar de comprar coisas. Vou ter que as levar para Portugal e, quando lá chegar, não vai haver a abundância de agora!
Mas ainda comprámos uns óculos escuros bem cocós!


E de regresso ao centro passámos pela catedral de Saint Patrick. E que bela que é!






E o fresquinho lá dentro sabe sempre bem!
Lembram-se de ter tido que a previsão de tempo para hoje era de 39º?! Pois não se podiam ter enganado mais! Nem deve ter chegado aos 30º! O que, para um turista como eu, é sempre boas notícias, porque assim a coisa é muito mais fácil!

Acabei por passar pela Southern Cross, a principal estação de comboios cá do sítio...






E meti-me no comboio para ir ter com a Angela!!! Sim, a menina com quem trabalhei no Wall Street do Campo Grande há quase 7 anos atrás!


Conversámos imenso e nem podíamos acreditar que estávamos juntos no outro lado do mundo!
Foi óptimo matar saudades!

Tivemos que dizer bye bye, com a promessa de que nos haveremos de encontrar algures. Provavelmente em Portugal!

Vim para casa. E tive um momento top model.



Parvoeiras.

Mas o segundo ponto alto do dia - o primeiro tendo sido o encontro com a minha Angela, coisa mai' kika! - foi a ida ao Victoria Market. Mesmo aqui ao lado. É que às quartas à noite há um mercado de comidas do mundo...
Cheio de gente e com coisas do mundo todo, da Holanda ao Senegal, da Austrália à Itália.

E foi aqui que me aventurei... E pedi um Great Australian Bite...


E o que me saíu na rifa foi... Um hamburger de cangúru (a carne mais escura) e pedaços de crocodilo (a carninha mais clara).


E bem bons que eram!!!



Não cheguei a comer emú porque, naquele momento, não tinham. Mas acho que me chegou de aventuras gastronómicas para uma refeição!
Resumindo e concluindo, cangúru parece vaca e crocodilo parece-se com galinha.

2 comentários:

Sair das Palavras disse...

Só 4 coisas:

* As tuas fotos a pousar no corredor, estão divinais.

* Os óculos estão-te muito bem.

* O interior da catedral é fabuloso. (E, como dizes, entrarmos em igrejas no verão sabe sempre bem porque ameniza o calor).

* O homem é um animal de hábitos, mas kanguru e crocodilo? Bem, a escolha também nao é muito grande, né? Faz-me lembrar os miolos de macaco que a comitiva portuguesa noutros anos de outros governos se recusou a comer (ok, eles estavam vivos, é um facto) ;)

* A noiva merece, certamente, os parabéns. Mas nao percebeste que aquilo era uma rábula dos gato fedorento filmada em Melbourne?

Vanessa disse...

Aiii..adorei as poses no corredor! Supê bem, sei lá, adorei aa indiana vestida de noiva e claro comer cangúru misturado com crocodile (se calhar ainda eram os restos mortais do Dundee, lol)não é para qq um nem é todos os dias (eu se calhar nunca o provarei eh eh).
Quando é que voltas e tens 1 vida "normal"?? é que este blog dá mesmo cabo dos nervos de 1 pessoa...Beijos millllll..