quarta-feira, janeiro 14, 2009

Melbourne 12/Jan - Eureka

Apesar de andar a comer fish and chips de quando em vez, o que equivale a beber óleo de fritar directamente da garrafa, estou mais magro. Uns dois quilos. O que só adensa o mistério de como é que eu me tornei uma baleia fora de água no Japão!? Enfim... Como diz a minha mãe, assim que chegar a Portugal começo logo a emagrecer. Ela até já me disse que vou entrar em dieta quando chegar lá a casa e vamos andar no parque todos os dias...

Mas o que importa é que há mais coisas de Melbourne para contar!



Subimos ao topo da Torre Eureka, a tal que é o edíficio residencial mais alto do hemisfério sul.


E é bem alto, que subimos ao 88º andar e, assim que saí do elevador, até me senti algo tonto...










A vista lá de cima vale mesmo a pena. O horizonte é tão longíquo, coisa impensável no Japão, com tanta montanha em tudo quanto é lado.
Valeu mesmo a pena ir até lá acima.

E quando se nos descemos, ainda dei um pequeno passeio pela cidade. Coisa pouca, que isto de ser turista também cansa, pá!



1 comentário:

Sair das Palavras disse...

Dos 88 andares (uau...) para o 982 (o eléctrico verde), começando na foto primeira que está simplesmente magnifique, subscreveria o que dizes de "isto de ser turista também cansa" mas sobretudo admiro as fotos com ângulos muito giros...

A torre dos 88 andares fez-me lembrar o campo de ténis no topo de um edifício semelhante no Dubai...

Melbourne... Vais ser mais australiano do que japonês, certo?

E não, a tua mãe não pode estar certa. Alguma vez emagracer em Portugal, terra por excelência da boa gastronomia a todos os níveis?

Eu acho-te simplesmente bem...

Keep kanguruying ;)