terça-feira, julho 14, 2009

Outra vez

Eu ja sei que isto ha-de ser todos os dias ate me ir embora. E mesmo uns quantos quando estiver de volta... Mas estive para ali a chorar mais um bocadinho. No ginasio, com os miudos da quarta classe. Primeiro, contaram-me do que nunca se iriam esquecer... Uma das meninas lembrar-se-a dos seus anos e como nos lhe cantamos os parabens na aula. Um outro menino lembrar-se-a de como fora repreendido pela sua professora e o Angelo disse-lhe que nao havia problema, tudo iria fica bem. Outros agradeceram-me ter-lhes ensinado ingles e que, gracas a mim, nao se esquecerao do que aprendaram.

Mas quando cantaram para mim, entao, e que foi. E quando lhes falei e lhes disse de como eles sao especiais.

Um dos rapazes soltou um aishiteru, como um adoro-te e abracou-me. Ora, como e que eu posso ficar indiferente a isto? Pois claro que nao posso!

(Nao havera fotos nem videos destes momentos magicos, porque todo o pessoal foi chamado a atencao no que toca a manter a privacidade das criancinhas. Totalmente compreensivel, claro esta.)

3 comentários:

Maria Manuela disse...

Ninguém fica indiferente a uma manifestação de carinho dessas.

E tu mereces.

:)

Paula disse...

Também já me aconteceu uma coisa parecida. E quando me disseram (uma criancinha, também) que iam sentir a minha falta e que iam chorar quando eu me fosse embora (dos USA)... Fiquei com um nó na garganta, que nem te conto!
Mas é tão bom e tão bonito!
:)

Paulo disse...

todinho!

pois, foi muito tempo e é muita troca! conhecimento e afecto. como te compreendo: as despedidas são sempre uma merda!
(aprendi mais uma palavra em japonês mas também não me servirá de nada!)

abraços, sim!