segunda-feira, julho 27, 2009

Ainda o eclipse

Então não é que o eclipse se me eclipsou?

No outro dia, já nem me lembro quando, houve um eclipse por estes lados. Enquanto na Índia andavam a rezar porque um eclipse é mau sinal, por estes lados o pessoal só queria era ver a cena.
Como estávamos no meio de uma conferência, eu perguntara aos meus butões se os patrões cá do burgo nos deixariam ir ver o espectáculo! E não é que nos deixaram ir primeiro e, logo a seguir, o professoredo todo?

Ficámos todos a olhar para o céu, por entre muitas nuvens. Algumas pessoas tinham uns filtros para ver a coisa. E, amigos que somos uns dos outros, toda a gente acabou por vislumbrar o espectáculo. Ainda que com muitos intervalos por causa das ditas nuvens mas sempre com muitos sugeeeeee (o equivalente a um grandesíssimo uau) pelo meio.

6 comentários:

Cor do Sol disse...

Adoro eclipses :)olha, se o meu patrão me deixava sair para ve rum eclipse...sorte a tua :P

Anónimo disse...

E pronto la vens tu com as tuas simples catorze malas de cartao, beijos.

Anónimo disse...

Angelo o anonimo sou eu a Mae beijos e trincas.

Vanessa disse...

O eclipse se não me engano deu-se no dia em que fui para Genebra eh eh...e nós a querermos vê-lo e só aí no Japão é que deu...não está nada "legal". Elitismo astronómico, bahh..
Beijosssss mil.

White disse...

Deve ter sido um sinal para não te ires embora,,,ahahahahah...

pensa duas vezes,,,ahahah

Elma disse...

eu cá não vi nada de nada :( talvez daqui a 100 anos tenha mais sorte.