segunda-feira, abril 21, 2008

Quando o Angelino Jolie deixa de ser Jolie...


Por causa da morte da minha avo, e de acordo com o meu contrato, tenho direito a 14 dias. Nao deixo de ficar espantado em serem tao generosos, tendo em conta que isto e o Japao e o importante e estar na secretaria o dia todo, mesmo que seja a mudar o sitio aos papeis.

Disse a minha chefe - nova na sua posicao - que gostaria de tirar alguns dias. E ela, depois de consultar a sua cabula, que nao sabia de cor, o que e de entender, disse que eu tinha direito a 7 dias.
E eu li a passagem do meu contrato que diz explicitamente que tenho direito a 14 dias.

Liga-me outra vez, provavelmente depois de consultar o oraculo, e diz-me que tenho so 7 dias. Ha um erro na versao inglesa do contrato.
Eu comecei logo a espumar da boca e a rebolar no chao, em convulsoes desenfreadas! Com 20 pessoas, ou la o que e, no escritorio e fazem um erro destes!? Estes erros sao imperdoaveis.

Comeco a disparar ao telefone, sempre sem gritar, que eu nao sou desses, a dizer que eu nao posso ser responsabilizado por um erro que e do departamento de educacao da Camara Municipal, que se ha um problema na traducao nao ha nada que possam fazer, porque o documento que e valido, para mim, e uma vez que nao consigo ler o japones - sobretudo porque assinei a coisa no primeiro dia de trabalho, em 2005, ainda era eu novo e magro! - e o ingles. Nao podem agora vir dizer que e um erro e mudar as coisas. Como diria o outro, jame!

A senhora ouve-me e eu digo-lhe que tudo isto nao e culpa dela, mas ela e o nosso elo de ligacao aos grandes chefes.

Vou la ter com eles. Que eu sou assim, e nao gosto ca de telefonemas. Eram umas 2.30. O grande chefe da seccao nao estava la. Almoco com a Shauna e encontro a Max e volto la.

Confereciam. Vejo que a minha chefe esta a trasmitir tudo aquilo que eu lhe havia dito. Se ha um erro, um "desculpe" nao e suficiente. Nao desta vez, caramba! Se ha um erro, alguem deve ser responsabilizado e esse alguem nao posso ser eu, como e obvio.
E que, agora, a questao ja nem era dos dias. Que eu posso meter ferias, que ainda as tenho em fartura! E que eles pensam que podem fazer o que lhes aprouver, sem ninguem lhes dizer nada! Ora, eu, Angelinho Jolie da cabeca aos pes, nao me fico. Ja me fiquei muitas vezes, mas hoje em dia, nem pensar, era o que me faltava, juro palavra d'honra!

La vem a sentenca. Tenho direito aos 14 dias. Confesso que nao me senti vencedor. Nada disso. So me senti muito satisfeito por reconhecerem o erro e agirem da forma correcta.

E, a propos, tambem disse a minha chefe que nem pensem em mudar o contrato. Este esta assinado e o proximo tambem. Que e igual a este.
Se querem que eu siga as regras, acho bem que tambem as sigam e nao sonhem em mudar as coisas unilateralmente. Porra, ja pareco o Jeronimo de Sousa, mas sem o mesmo savoir faire de Pirescoxe.

Versao light da coisa. Que eu estava piurso.

5 comentários:

vanessa disse...

Amori...n venho aqui há uns dias e quando venho deparo-me logo com esta má notícia..nem sei que te diga...gostava muito de poder estar perto de ti numa altura como esta...uma perda é sempre 1 perda e como tal é algo irreparável, as pessoas que nos sao queridas são mesmo insubstituíveis...sabes que podes contar sempre comigo não sabes? Muitos beijinhos da tua Faneca que não te esquece (mesmo q por vezes n venha aqui tanto cm desejaria...). Quanto ao contrato ..nem há comentáios a fazer..a tristeza é tanta que nem merece comentáios...Portugal no seu melhor como sempre....bahhh.

Ana Maria disse...

Até amanhã, camarada!

Anónimo disse...

E 'mai nada.

Assim mesmo...

ô-ô... tou-lhe a dizer... don't go any furhter, i swear word of honour

Rosarinho disse...

Ruru e para cumprir ... se temos de levar com regras parvas tb temos de nos valer dos nossos direitos. Fizeste mto bem em bater o pe. Este pais tem com cada coisa. Aqui o meu muaxaxo ja ta num estado de intolerancia tal, que qdo soube que em Guam o turismo e de 90% japoneses ate ficou doente tadinho.


PS\ ja ha muito me disseste a resposta ao teu Quiz ...por isso vou manter a minha resposta so para mim, para criar mais suspense

Paracletus disse...

Ah, grande camarada! O povo está contigo!
Fizeste bem em fazer valer os teus direitos, pois, dum modo geral, nós não estamos habituados a fazê-lo, seja cá ou no estrangeiro!