segunda-feira, agosto 18, 2008

Outra

Vou ali à lavandaria, entro, digo konnichiwa e a senhora que estava a ser atendida vira-se e diz "o seu japonês é muito bom"! Eu rio-me e digo-lhe "só por causa do konnichiwa?".


E assim vai o Japão...

5 comentários:

Antonio Rebordao disse...

Se calhar disse-te isso para meter conversa e motivar-te para que continues a aprendizagem. Achas que ela estava a falar a sério?! :-D

Outra coisa que não entendo é a razão de estares desgostado de eles não falarem Inglês (mesmo que sejamos o cliente). Em Portugal não estou a ver os call center como bilingues e em todos os países se espera que os imigrantes aprendam a língua do pais que os acolhe. O problema e a vergonha de não falarmos a língua são nossos...

Somos nós que temos de nos adaptar e não eles a nós. Afinal de contas estamos no pais deles e por nossa própria vontade.

Abraços,

António Rebordão

Post-scriptum: Amanhã irei para Kanazawa para participar no Japan Tent!

Angelo disse...

Ah, não, eu achei delicioso! E continuámos a falar!

Mas em relação ao ginásio, não há desculpa. Ou melhor, até compreendo que me liguem e tentem falar, mas quando começam com a história de eu ter que arranjar alguém que fale japonês! Por favor! Não há desculpa!

Se é bem verdade que nos temos que nos adaptar a eles, também é verdade que, como neste caso, não lhes custa nada ligarem-me em inglês, depois de eu lhes dizer 3 vezes que não entendo o que me estão a dizer!

Diverte-te em Kanazawa!

Maria Manuela disse...

Babe a menina queria meter conversa contigo... Também não percebs nada, pá...

bj

sokitsym disse...

Bom dia, familiar desconhecido!

A sério, só uma pessoa longe da sua consciência passa a sua vida inteira sem apanhar bebedeiras.

No outro dia, de fugida, os meus olhos tiveram tempo de reparar num livro sobre o "tabaco".

Mais ou menos adaptado, dizia assim:
- Dizem que os fumadores perdem 10 anos de vida. Óptimo! fiquem com os 10 anos de cadeiras de rodas, osteoporose, etc. Não os queremos para nada!

Sinceramente, pelos 2 ou 3 dias que cá andamos, acho uma pena as pessoas terem preocupações tão triviais como o fígado e os pulmões. Diria até que há uma cultura, inconsciente, de que a pedra filosofal de facto existe e que é possível contornar a morte.

mtheman disse...

mandaste a mulher para aonde???