quarta-feira, abril 08, 2009

The last Sayonara

Isto sou eu a tentar juntar inglês e japonês para dizer o último adeus. Até parece o nome de uma novela da TVI.

Antes de ir dar o tal passeio, houve uma festa de despedida para os professores que deixaram Ueno (todas as escolas têm uma e consistem mais ou menos do mesmo). Em Ueno houve distribuição de diplomas para quem deixou a escola.




O meu rezava mais ou menos assim:
Em Ueno sempre respeitaste os outros. E a tua coleccção de óculos, t-shirts e calças é excelente e o teu sentido fashion é óptimo! A tua máxima é "rir é bom para a saúde"!
As tuas aulas foram sempre super engraçadas e os alunos estavam sempre a rir-se. Hoje é dia de te graduares de Ueno. Por favor, cuida de ti e goza a vida
!

Como sempre, palavras óptimas que me encheram o coração!
E depois foi altura de eu também dizer qualquer coisa. E referi um episódio em que uma prof me ofereceu um bolo. Com creme. E eu recusei. Ela ficou espantada, mas a Shoko, a menina da secretaria, chegou-se logo à frente e explicou que eu não gosto de creme. E é desta cumplicidade que terei saudades!




Mas não pensem que era eu o único de kimono! Eu tinha combinado com a Shoko irmos os dois bem japonesinhos! E ela passou aqui por casa para me vir buscar e tudo!
Só ouvimos elogios e os profs fartavam-se de dizer que eu estava absolutamente perfeito!

E eu continuo a achar uma mulher vestida em kimono absolutamente linda. E sempre graciosa.


A comidinha estava bem boa e, nos intervalos da paparoca, houve tempo para muitas fotos.

Com a Nyuta sensei, que foi para Beppu.


O Ishimatsu sensei, que se casara no fim de semana anterior!
Eu acho-o o máximo porque fala inglês e anda sempre com um Mac debaixo do braço!



Eu e o director de Ueno, um homem absolutamente extraordinário. E eu gostaria que todos os directores em Oita fossem como ele: de espírito aberto, simpático e divertido!



A Sato sensei e a Naomi, que era a minha "chefa" lá do sítio!



O Watanabe kun, que se sentava defronte de mim. Um anjinho no dia a dia, mas mal começou a festa, ficou com os copos e era só abraçar-me! E eu a rir-me bués!








Eu e a Taeko san. No tal discurso que fiz, foi quando mencionei o nome dela que tive que parar para não chorar. Apelidei-a de mãe, porque ela é uma querida, sempre preocupada comigo. Muito falámos nós, apesar dela não falar inglês e eu pouco falar japonês. E uma relação destas marca um gajo, pá!


Só passados quase três anos é que ela se aventurou mais no inglês, quando eu lhe perguntava how are you? e ela dizia I'm fine, thank you. Delicioso!





A verdade é que o jantar foi super divertido e quem estava de partida até teve direito a ser atirado ao ar! E eu fui logo o segundo, apesar da muita resistência que ofereci!

Na foto, a Junko, uma menina que vai mudar de poiso porque se vai casar!


Mas festa japonesa que se preste não se fica pelo mero jantar! E houve a segunda festa, com uma ida ao karaoke. Muita gente não foi, mas nem sabe o que perdeu!

O primeiro a ir para as luzes da ribalta foi o director, Shuto sensei!



E eu não podia ficar para trás! Sim, que tinha que provar que é possível abanar o cú mesmo com um kimono japonês! Acho que estava a cantar uma coisa ligeirinha... Livin' la vida loca, do Ricky.









Mas recebi uma grande ovação ao cantar La vie en rose da Edit Piaf! E acho que me saíu muito bem, por acaso!




E até obriguei algumas meninas a dançar, que eu não consigo compreender como é que alguém pode estar sentado o tempo todo enquanto alguém canta!



E, digo-vos, a Kudo sensei dança que é uma beleza!







Muita gente cantou e bem que o Goto sensei, na foto acima, se ia deixando dormir! Mas a gente tratou de o manter acordado.

Diverti-me imenso e acho que deixei Ueno para trás em grande, como só podia ser. Ainda por cima, não paguei nada, que o director fez questão de me pagar tudo. Desde o jantar até às três horas de karaoke com bebidas e comida à discrição. Mas só por lá fiquei duas horas que no outro dia era dia de trabalho, seguido da chegada das visitas!

Vou ter saudades!

1 comentário:

Lobinho disse...

Ohhhhhhhhh que ternura... a minha Angeleta a receber aquelas merecidissimas honrarias... Nao parece lá na Qne quando alguém se despede? ;)

E digo-te mais: nao fosses tu um sangue luso e a cerimonia teria sido cinzenta e meio ranhosa, tipo entregas de diplomas pipi e uma musiquinha ambiente lol ;)

Tenho a certeza que a cause de toi o karalhoque ;) foi MUITO melhor e a noite e o jantar e tudo e tudo e tudo.

SEm dúvida revolucionaste uma parte do Japão ;) (Retrospectivamente falando).

enviei-te mail. but have to go now.

see you soon ;)

Lobinho Daniel Pipe (eh eh)