quinta-feira, agosto 27, 2009

O Regresso - O Central Park e outras coisas

Mais um dia, mais um passeio. E este começou comigo a ver um carro todo decorado com bonecos e bonecas... Por fora...


Depressa me pus na Lexington. Fui lá ter com o Maurice. O Maurice é amigo de um casal de holandeses amigos lá de casa. E há já uns quatro ou cinco anos que trocamos e-mails. Nunca nos tínhamos visto, mas estava chegada a altura de nos vermos! E em New York, que não é para qualquer um.
Ele está cá a viver há uns trinta e cinco anos!

Lá nos ecnontrámos, sem grande problema. Até porque ele, sendo holandês, é cumprido e fácil de ver.

Fomos andando e falando...



Até demos com um fila descomunal à porta da Abercrombie, uma loja de pronto a vestir que, a meu ver, está muito overrated. Mas tem sempre uns rapazolas muito bem parecidos à porta!


Aliás, este poderá vir a ser o meu emprego caso eu decida vir para New York um dia. Que vos parece?

O nosso destino era o topo do Rockefeller Center, também conhecido como o Top of the Rock.
Preferi ir aqui, porque não há filas, ao contrário do Empire State Building. E as vistas são as mesmas e tudo.

Uma coisa que me maravilhou desde logo foi o Central Park.


E, claro, o resto da vista de New York! Algo absolutamente inconfundível!





Até deu para ver a Times Square e a bola que cai no final do ano!


Cá estou eu e o Empire State.



E com outra torre, o Maurice.




Descemos lá das alturas e continuámos a calcorrear as ruas de New York.
Parámos para almoçar num restaurante holandês. Marchou uma sandes de croquete. Bem boa, sim senhor!




E lá chegámos ao Central Park. Uma coisa absolutamente gigantesca, com uma história e design fantásticos. Um pedaço de verde no coração da cidade - Oita devia aprender! - e que nos transporta para outro sítio que não New York. Porque não se ouvem carros, não se sente a poluição e anda-se imenso sem se verem os prédios em volta - onde, num deles, mora a menina Madonna.
Impressionante, sim senhor.


Cá estou eu junto à fonte com o anjo. O que me lembro das cenas do Angels in America passadas aqui!








Até o Central Park já tem um parque infantil... Com o nome da Diana Ross!


O Maurice lá foi à vida dele, que é um homem muito ocupado. Eu, apesar das dores nos pés, continuei a andar pela lateral do Central Park abaixo, até dar com o Museu de História Natural.
Não fui lá dentro, mas ao menos já sei onde é!


Dali, fui até ao Metropolitan Museum. Met para os amigos. Mas estava fechado e não pude entrar...


Continuei, porém, a subir o Upper East Side e fui dar ao icónico Guggenheim. Que me deixou maravilhado com tudo. O edifício é extraordinário - infelizmente, as rampas estavam fechadas para a instalação de uma nova exposição... - e pude vislumbrar-me com as visões de Frank Lloyd Wright. Absolutamente genial e muito, muito à frente.
Vi também quadros de Picasso, Monet e outros tantos que até me baralho todo.




Terminei o dia em beleza. O Guggenheim é excelente. E logo ao lado do Central Park!

3 comentários:

V. disse...

Adorei o barbie mobile!

Algo de muito sério se passa com as tuas papilas gostativas... primeiro feijoada, agora cheesecake?? tãa bom! j/k :P

As fotos estão todas mto pipis!
x

Maria Manuela disse...

Eu queria tanto, mas tanto ter feito esta viagem contigo. Mas tanto!!!!! Estou verde!


:)

Paula disse...

Tenho tanta inveja de ti neste momento...
Ai, ai...
Vai tirando mais fotos, menino Ângelo!!!
:)