quarta-feira, maio 07, 2008

E agora para algo absolutamente fascinante

E ate agora julgado ser impossivel!

Ora, neste dia, ja a chuva estava longe, levantamos o cuzinho da cama as 5.45 da matina. A Grande Muralha da China estava a nossa espera! Sim, a Grande Muralha, aquela que o Coperfield atravessou. Nada dificil, acho eu. Eu andei 10 quilometros e isso sim e dificil!

Sim, leram bem, o Angelino Jolie, gordo e balofo, ainda consegue dar 10 de seguida. Quilometros, entenda-se. Que um gajo tambem nao e de ferro. Embora eu ate seja um bocado, a pala das sopas de espinafre e agriao que tenho feito. Alias, estou a preparar mais uma.

Mas vamos la ao que interessa! A Grande Muralha. Nao sei se ja perceberam que fomos a Grande Muralha neste dia.



Paramos no caminho. Eles bem que nos tinham dado o pequeno almoco na carreira, mas uma sandes de carne e outra de salada com uma molhanga qualquer nao fazem parte da minha dieta matinal.
Seja como for, mamei uma maca e depois umas Oreo que comprei na dita paragem a caminho da Grande Muralha. Sim, fomos la!

E ca estou eu nesse sitio magico que e a Muralha. Ate para la chegarmos tivemos que andar, que ninguem me deixou apanhar o teleferico para chegar la acima.
Tudo verde. Um ceu lindo, que nem toda a China e castanha la em cima!





Antes de chegar a dita cuja, tinha comprado um chapelito, que o sol impiedoso la estava no seu lugarzinho do costume. E toda a gente sabe que a minha moleirinha e muito fragil...

Quem tambem por la estava era uma senhora a vender coisas. Alias, nao so uma senhora, mas imensas. E senhores tambem. E eles colam-se a gente, ate ao final, se for preciso. Eu nao sei se era por ser o ultimo dos ultimos, mas ela andou comigo nao sei quanto tempo... Ate que lhe comprei uns marcadores para livros, com umas imagens muito pipis. Ok, foram 50 yuan, um balurdio, mas, caramba, o que e isso para nos?! E para aquela senhora pode representar uma serie de refeicoes. Ou a compra de metade da Muralha. Nao sei. Na China nunca se sabe.



E ca esta o que acontece a quem bebe agua da torneira na China... Fica assim...


Ou seriam brincadeiras de putos de 5 anos com Oreo!? Mas estar naquele sitio lindissimo sempre da outro estilo a coisa!


Curioso, tambem, foi estar a sair musica nao sei de onde, las nas alturas no meio do nada. Estranho. E mais estranho era o facto de nao ser musica tradicional chinesa ou maximas comunas. Mas qualquer coisa parecida com Carpenters ou assim. La la la bu bu.







A minha querida Elecia esteve sempre comigo. Sempre paciente. Sim, que a primeira metade da demanda foi muito dificil. Quase sempre a subir, com degraus muito ingremes, altos e estreitos. Ou ate sem quaisquer degraus e num piso nao muito favoravel. Pareco o Schumacher da Muralha a falar.
Suei muito e queixei-me que me fartei, como de costume.



O raio dos degraus nunca mais acabavam! E o Scott ja ia nao sei onde. Malditos praticantes de desporto!
Que tambem se conseguem dobrar todos...




Como disse, estava calor. Mas, de repente, ouviram-se trovoes la ao longe... E podia ver-se o negrume a vir em nossa direccao...


Mas antes da chuva chegar ate nos, ainda tive que levar com a Elecia a comer uma das minhas bolachinhas suecas de laranja e chocolate. Alias, se nao as tivesse mais as Oreo, acho que teria perecido em plena Muralha. Mas, la esta, seria um feretro cheio de estilo. Morto na Muralha e de cor de rosa!









Estavamos a chegar o fim. E eu nem queria acreditar que tinhamos deixado 30 torres para tras!





Atravessamos a ponte por sobre o pequeno rio, pagamos 5 yuan para poder acabar a travessia. Alias, tinhamos dois bilhetes para visitar este trecho. A pouco mais de meio pedem-nos o bilhete para a segunda seccao... Uma estupidez! Quem e que iria voltar para tras!?

A verdade e que terminei a aventura. Ainda gordo, mas muito orgulhoso de mim mesmo. Bem disse a Elecia que isso iria acontecer! Embora para la chegar levasse com uma estopada de mais degraus!


Mas a nossa aventura em Simatai (a zona em que estavamos) nao havia ainda terminado... Tinhamos duas opcoes para chegarmos ao restaurante para o almoco (ja depois das 2 da tarde e com um pIqueno almoco diminuto, como ja vos disse): andar mais ou arriscar a nossa vida por sobre o rio agarrados a uma coisa que nos fazia deslizar por ali fora...

Escolhemos arriscar as nossas vidas. No sentido lato, que ninguem me garantia que aquilo tivesse seguranca alguma, nao estivessemos nos na China!



Curtam-me o video.



Juro que gritava mais por excitacao do que por medo... Embora nao pareca...

E giro giro foi eu e a Elecia termos que partilhar o lugar da frente da carrinha que nos levou ate ao restaurante propriamente dito... Isto so na China!


O almoco ate estava bom. E dormimos pelo caminho. Soube que nem ginjas, embora eu nunca tenha comido ginjas. Mas, depois de mais de 3 horas de caminho, e no meio do transito caotico da hora de ponta de Beijing, tinhamos que nos entreter com alguma coisa...


La chegamos a nossa pousada. Doiam-me os joelhos, por causa de toda a traccao necessaria para guiar o meu corpo de sereia pela Muralha afora... Mas de resto estava surpreendentemente bem. Nao estava demasiado cansado nem ensonado nem com dor de cabeca! Alias, ainda hoje nao percebo como tal sucedeu!
E das Oreo maravilha, so pode!



Como vem, o sitio onde ficamos nao tem muito bom aspecto por fora. Mas por dentro e uma maravilha. Assim como eu. Sempre me disseram que tenho um pancreas belo... E ja pude ver o meu estomago na televisao. Guapissimo, so vos digo!

Lavamo-nos e escolhemos indumentarias para irmos sair. Tinhamos que ir jantar, como e obvio. E o Scott experimentou o meu super fashion casaco roxo... Mas nao o conseguimos convencer...


Ainda pensei ir assim, mas achei que nao. Os meus tennis castanhos nao iam dar com o conjunto!


La fomos ate um sitio estilo buffet. Mas confesso que tive receio de pegar nos tabuleiros. Parece que estao ali ha milenios sem verem agua. A nao ser dos caldos das sopas entornadas e afins...





Estavamos com um grupo interessante de pessoas e passou-se um bom serao. Ainda tive um pequeno quid pro quo quando me deram uma coisa que nao tinha escolhido e eu nem sabia bem o que era. Ora, como toda a gente sabe, eu nao ponho objectos estranhos na minha boca. Era o que faltava! Mas foi tudo um pequeno problema de comunicacao rapidamente ultrapassado.

Eles ficaram por ali, p'ra night, e eu fui dormir que o meu mal era sono.

Mas no final disto tudo, preciso de sapatos novos. Os meus belos tennis azuis ja la vao!

12 comentários:

Ana Maria disse...

Agora percebo porque é que o presidente chinês foi de visita ao japão. Ele soube que tu ias aí.
(que inveja, estou verde)
Só não percebo porque não é a tua ida à China tão noticiada como a dele ao Japão. Em Portugal, era mt mais importante sabermos de ti.
Bjs
Ana

Paula disse...

UAU!
Também quero ir ver a Muralha da China!
Quanto é que a Oreo vos pagou, pela publicidade?!
Deve ter sido muito giro!
E atravessar o rio, ui!
5 estrelas!
:)
Bjs!

Paracletus disse...

Gandas malucos!
Deve ter sido uma sensação maravilhosa teres visitado a Grande Muralha!

Francisco disse...

Gostei imenso... este blog leva-me a sitios bem giros.

Bom e a parte da gritaria a atravessar o rio está demais :D

Radical heheheheh

Xanoxa disse...

Ai filho o que eu me ri com o video da passagem.. MAS QUE RADICAL.. se te pedisse pa fazeres slide no Zezere ou no paiva não fazias.. mas assim na Muralha, tá a ver... é muito mai chique!!
Lindissimo o percurso!! beijos

Mari disse...

Ai amore! Só tu para descreveres desta maneira o percurso pela muralha da China...LOL...mas tens razão, qual David Copperfield, qual quê!!...Tu é que foste o berdadeiro herói!eheheh..ADOREI ELE!!!

Beijos mil

Miguel F. Carvalho disse...

muito bom o vídeo!! :-)

Anónimo disse...

Mas que grande doido! Qual ginásio qual quê! Andar que nem um doido de chapelito fashion pela muralha da china é que tá a dar...
Sim Senhor!!
Beijoca laroca e continua a mandar fotos da viagem fantástica!
Inês

Anónimo disse...

Angelo, este blogue está espectacular!!

Valeu a pena ser refilão! Sim, que eu tenho que ficar sempre a ganhar!!!...

Um grande abraço e Gambatte Kudasai Masse!

Antonio Burnay

Angelo disse...

Caro Antonio,

Que bom ve-lo por aqui outra vez! E muito obrigado pelo elogio!
Nao sei se ficou a ganhar, mas a verdade e que o meu stress-anti-Japao-pos-chegada-da-Tailandia ja la vai. Mas mantenho tudo o que disse por aqui... Talvez com menos azedume!

Antonio disse...

Ó Ângelo, pessoas fantásticas existem, lugares perfeitos não! O Japão é um país extraordinário, mas longérrimo de perfeito. Só que experiência da minha vida tem ensinado a paz de alma e o que ganhamos com isso em extrair primeiro, mesmo nas dificuldades e no que nos parece injusto, o positivo.
É um conselho singelo do Frei Tomás... aliás (até rima...) Antonio (é que eu também tenho de rabujice que nem imagina,mas sempre bons conselhos, né?...)
PS. quando é que vem a Tóquio?

Angelo disse...

Carissimo Antonio, pode ate parecer que nao, as vezes, mas eu extraio sempre o melhor de todas as situacoes. Acredite. Mas as vezes nao deixa de ser complicado. E as vezes atravessamos umas fases mais complicadas em que so nos apetece mandar tudo as urtigas!

Nao sei se regressarei a Tokyo... Planeio partir para o ano, mas Tokyo nao esta nos meus planos?
Por isso, quando vem a Kyushu?