segunda-feira, janeiro 07, 2008

Tailandia - Hong

Acabei de jantar - comidinha confeccionada por moi meme - e estava indeciso: vou ao video clube ver se ja la estao os restantes episodios do ER (ja la tem a serie 11, mas algum filho da p**a levou os ultimos dvds e nunca mais!) ou vou mostrar ao mundo o resto da Tailandia?
Pensei, pensei, pensei e resolvi meter-me a frente do computador, ate porque ja tenho o meu pijaminha vestido e tira-lo e coisa que custa!

Mas, va, vamos la entao a Tailandia, amiguinhos!

No dia 28 fomos ate a umas ilhas. Decidimos inscrever-nos num tour e la fomos nos ate as ilhas Hong, como quem vai para Vila Franca de Xira la do sitio.

O dia nem estava nada auspicioso, porque estava nublado. O que ate e bom, porque nao levamos com o sol a forca toda.
Por esta altura ja tinhamos metido conversa com uns tipos suecos de Gotemburgo (dois irmaos e uma mae - digo "uma", porque sendo da Suecia podiam ter duas na boa!) e neste tour estivemos na palheta com uma famelga da Irlanda, ali para os lados de Cork, nao sei se sabem onde fica.
Mas e de notar que a Tailandia esta cheia de escandinavos. Quase tantos quanto os autoctones. Sobretudo da Suecia. Ai, saudade!

video

Como devem ter percebido pelo video, havia uma lancha rapida a nossa espera para nos levar a passear. Ui! Ele e elefantes, ele e lancha... So me falta mesmo um foguetao para o espaco!
A Danielle estava louca, porque ja ha muito tempo que nao andava de lancha e ja tinha saudadinhas. E eu la me sentei ao pe dela, mesmo a frente do barco. Mais uma vez, ainda bem que estava nublado. Nao tinha levado bone!

Mas ca estou eu, na proa, ou la como se chama a parte da frente do barco. Eu sei, eu sei. Estou com cara de parvo. Mas haviam de ver a outra que aqui tenho!


Seja como for, a primeira paragem foi num hotel so acessivel por barco, para ir buscar um casal dinamarques, que ja estava a espera.
Ca ficam umas fotografias do caminho ate la.





E la chegamos as ilhas propriamente ditas que, como se pode ver, sao bem interessantes.

video

A nossa primeira paragem foi uma praia bem pequenina e, a principio, sossegadinha.






Devo confessar que fiquei a pensar se seria aquilo. Nao e que fosse mau - nao me parece que isso exista naquele pedaco de paraiso - mas esperava que houvesse mais.
Mesmo assim, ali havia sossego. So pessoas a falar. Que bom!

Depois la nos metemos de volta no nosso barquito. Havia mais ilhotas para visitar!




E entao nao e que ha gente que paga para ter que remar!? Eu nao acho isto normal!

video

Por esta altura, estavamos numa lagoa lindissima, rodeada de altas escarpas e com alguns manguerais (esta tive que ir ver ao dicionario que nao me lembrava como se dizia em portugues). Mas o video fala por si, claro.

Um assunto que, de quando em vez, vinha a baila era o tsunami. No nosso primeiro dia de praia fomos a um restaurante que tinha fotografias do momento e da destruicao que causara ali mesmo. Enfim, toda a gente sabe o desastre que foi. Mas foi bom notar que, agora, ha sinais em todo o lado a indicar o refugio mais perto. E tambem se vem algumas torres ligadas ao sistema de aviso.

Mas ca ficam mais uns retratos da tal lagoa.





Como podem ver, um sitio belo.

Mas ainda mais belo foi o nosso destino seguinte, onde ficamos umas quantas horas e onde almocamos. A ilha de Hong, a principal ilha do arquipelago.
A areia era fina e alva. A agua transparente, limpa, com peixes e sabia bem estar la dentro. Tudo um sossego. So se ouviam as ondas, as pessoas, uns barquitos e, claro, umas belas musiquinhas no ipod que e para isso que ele serve!






Claro que os marotos dos peixes nao se importam nada que lhes deem de comer!

video




Mas digam la se isto e ou nao e um pedaco do paraiso?!

Mesmo assim, o sol ja despontava e eu estive sempre debaixo de uma arvore, que ja nao podia mais com o calor. E o que faz estar gordo.

Como disse, almocamos ali. E dei comigo a olhar para o lado e a ver uma das maravilhas da Tailandia: um lady boy, que e como quem diz, um "rapaz senhora".
Ora, pois, na Tailandia, vai um gajo na rua, olha para algumas pessoas e ve que sao uma mistura de gajo com gaja. A mim, isso nao me interessa absolutamente nada. O que me fascina e a plena aceitacao pela sociedade deste fenomeno. O mesmo nao se passaria em Portugal, como toda a gente sabe.
Na minha cabeca, porem, os lady boys estariam assim em frente aos monumentos para tirarem fotos com os turistas e ganhar algum dinheiro com isso. Ou entao nalguma rua la no escafundo a fazerem pela vida, se e que me entendem.
Pois nao podia estar mais enganado. Este que vi, estava numa mesa cheia de homens, a almocar com eles. Cara de homem, peito e cabelo de mulher. La esta, fascinante. Estava na hora do almoco de um dia normal de trabalho.
E tambem viramos um em Bangkok a vender numa feira e depois um outro ja no aeroporto. E toda a gente a cagar nisso! Enfim, a Tailandia tem o que nos ensinar, sem duvida!

Mas la seguimos a nossa vidinha. E fomos ate a Red Island, um sitio muito bom para a pratica de mergulho para ver os peixinhos, vulgo snorkeling. Metade do barco mandou-se a agua, mas ca o menino (e a menina Danielle e as senhoras irlandesas e a tipa dinamarquesa) ficou no barco, que ele nao e nada dado a aventuras. E com tanto peixe ali mesmo, dava para ver bem do barco!



Depois de um dia agitadissimo como este, demos com o Pai Natal em Ao Nang onde mamamos uma pizza e uma bela pasta. E dali, com os nossos amigos suecos, esperamos que nos fossem buscar. Mas nunca vieram. A comunicacao as vezes e dificil... Mas la nos metemos num taxi, de novo aberto atras, e la chegamos ao hotel para mais uma bela noite de sono!

3 comentários:

Hydrargirum disse...

Vou dizer o quê????

Que paisagens lindas...e quem me dera estar a ver isso tudo...é só o que me ocorre!:)

Daniel disse...

...Fotos fabulásticas...

Hydrargirum disse...

Olá Angelo:)

Eu andei a cuscar o teu blog...mas tens de me desculpar pq foi na diagonal e eu não tenho andado com o tempo que quero para tudo:/

E sabendo de antemão que as respostas aqui devem estar, mas que não dei com elas, peço-te já desculpa...!!!

Já percebi que estás aí desde 2005...

Queria perguntar-te como surgiu essa oportunidade de go Japanese, é que já pensei nisso, pois PT está uma tristeza...e após o doutoramento no UK, sinto que quero voar mais alto e a continuar aqui é estagnar..e já pensei no Japão é um facto, até pq tenho um colega aí...mas não sei parece-me longe demais...não é?...

E que ensinas tu, e a que nível?

Sorry se isto vai ser repetição para ti:(

Abraço:)