segunda-feira, dezembro 01, 2008

HK - Uma casa chinesa com certeza

Neste belo dia encontrámo-nos com a Cheryl, uma menina que mora perto de nós, lá na fria Oita.


Ela nasceu aqui, cresceu em Guam e estudou em Seattle. Vamos ver onde é que ainda vai parar! E muita da sua família ainda mora aqui. Os avós paternos moram numa zona chamada Mong Kok - já estão a ver as piadas porcas! - e ela fez questão que nós ofs fossemos visitar! E fomos mesmo! E foi demais! Estavam mesmo satisfeitos. Vimos fotografias antigas e rimos muito. Com muito cantonês à mistura, que a avó não fala inglês e o avô só fala um pouco...









Como era quarta-feira deu para irmos aos museus da história e da ciência de graça! Nada mais conveniente. Aprendemos umas quantas coisas novas sobre Hong Kong e ficámos maluquinhos com alguns problemas postos pela matemática e afins! Mais uma vez fica provado que a minha vida não é só rebaldaria!






















O museu era deveras interessante, com pequenas amostras do que foi Hong Kong. E também do que foi a ocupação bárbara japonesa...













E depois fomos à procura de dim sum, uma espécie de bolos com carninha ou camarão lá dentro. Mas como tradicionalmente não são servidos ao jantar, tivemos que pedir outra coisa... até porque já estavamos com fome...


E para acabar o nosso dia, mais um em que andámos que nos fartamos, fomos pelos mercados afora. O da fotografia que se segue é o da Ladies Market, mas na verdade encontra-se de tudo!



Mais uma vez Hong Kong se mostrou fascinante. Andámos pelo Hong Kong real... E não só o dos arranha-céus!
Quem, de certeza terá saudades, será mamãe. Foi nesta mesmíssima zona que demos com um mercado onde ela comprou uma Burberry's. Sim, que eu tenho uma mãe chiquérrima. Mesmo que os próprios vendedores anunciem terem cópias de marcas disponíveis!

1 comentário:

Maldonado disse...

Espantoso! :D