terça-feira, dezembro 09, 2008

Da Miquelina

A minha mãe ligou-me a pedir-me que ligasse à Miquelina. Hoje, terça, vai deixar a sua casa de quase 50 anos para ir para um lar. Eu a ouvi-la chorar e a falar de mim e dela e as lágrimas nos meus olhos também.
Eu disse-lhe que ela pode chorar tudo o que lhe apetecer. Não faz mal. Afinal é uma vida deixada para trás e isso não é fácil. Mas como eu lhe disse, ela não vai ser abandonada. E como a minha mãe muito bem rematou, ela vai poder continuar a falar comigo e a ver-me pelo skype.

Miquelina, aguenta aí que não tarda estou de volta!

6 comentários:

Mari disse...

Pois é migo, a lei da vida é mesmo essa, acontece a qualquer 1. Aconteceu às minhas 2 avós e elas gostaram imenso dos lares onde estiveram, porque eram bem tratadas, acarinhadas pelas auxiliares, e tinham mais visitas nossas, do que quando estavam em casa :P. E por isso, é que eu defendo que pôr os idoso num lar, não tem que ser despejá-los de forma nenhuma, é sim, tentar que eles ainda tenham alguma qualidade de vida nas suas últimas primaveras. Dependendo do sítio, of coursemente! Porque é inútil pensar que nós netos ou filhos vamos deixar de trabalhar para estar em casa a cuidar deles, não é assim que funciona, e toda a gente sabe disso. Só me revolta quando as pessoas enchem a boca para dizer quão egoístas somos, e apontam-nos o dedo, porque pusemos os nosso avós num lar. Se se trata de 1 "lar", a própria palavra indica que se deve tratar dum sitio onde as pessoas se sentem bem. E se realmente as amamos, não vamos deixar de as ver ou acarinhar, nunca!
Isto tudo para dizer, que a tua avó é 1 entre tantas, e que vai ser bem tratada, vais ver! ;)
beijos mil
Mari

Anónimo disse...

beijo grande amigo...aguenta forte ai!
Um beijinho muito especial para a minha vizinha D. Miquelina...uma fofa!
Tenho andado meio out...mas tu sabes bem que tou aqui! (percebeste??)
Beijo grande, muita força e muita animação...isso é que não pode faltar!
Inês

Rosarinho disse...

Continuas a ser o mesmo Angelo que tenho muito orgulho em "conhecer".

Continua sempre assim, a dar valor á tua familia e amigos.

Beijokas desta tua amiga desaparecida

João disse...

Abraço aqui deste lado :)

Sónia disse...

amigo, por mto q custe, é a vida!
a tua avo é forte e vai aguentar esta mudança. se calhar, estar c outras pessoas da idade dela ate lhe pode fazer mto bem :) conviver!
bj grande!

Xanoxa disse...

Migo, c'est la vie! Não poderei dizer nada mais relevante que o post da João!
Grande beijo...