segunda-feira, junho 09, 2008

Fim de uma era

A maioria de vocês, com toda a certeza, não sabe o que é o Joyfull. Digamos que é um restaurante barato, aberto 24 horas, daqueles onde as famílias param para o almoço de domingo. A comida não é nada de extraordinário, até muito pelo contrário... E há um aqui, a 2 minutos de minha casa. Não é que vá lá muito, mas é bom saber que está ali... Ou melhor, estava. Fechou ontem. E sinto uma grande dor no meu peito, como se um punhal atravessasse o meu peito musculado, a la Van Damme! Tiraram-me o Joyfull!!! Antes me tivessem levado os olhinhos!

E porque este momento de suplício não podia ser vivido na solidão, fui com o Tomek até lá para dizer adeus... Adeus aos assentos de plástico do mais demode que há, adeus às senhoras kikas, adeus a saber que aquilo estava ali.






Senti-me só, quando vi que aquelas luzes belas, que se espreguiçavam pela rua fora, pela minha própria vida, se tinham ido embora...


Foi aqui, neste Joyfull, que, no início dos tempos, vinhamos tomar o pequeno almoço... Quando nem fogão tinha...

O que me vale é que há dois outros Joyfull a 5 minutos... Senão não sei como seria capaz de continuar a viver!

2 comentários:

Paula disse...

Não fiques assim...
Há coisas piores na vida! Se te tivessem levado os olhinhos, era capaz de doer mais, não?!
:)
Bjs!

Paracletus disse...

Esse restaurante parece um Mc Donalds à japonesa...