sexta-feira, março 07, 2008

Pais das cerimonias

Como toda a gente sabe - ou se nao sabe, fica a saber, que e para isso que este blog serve... cof cof - o Japao e o pais das cerimonias. Ha-as para todos os gostos. De manha, a tarde, a noite. Para miudos e graudos. Grandes e pequenas. As vezes ou a toda a hora. Enfim...

Hoje foi dia de uma das mais importantes cerimonias no decurso do ano lectivo: a formatura do 9 ano. Toda a escola esta envolvida nisso, como se nao houvesse amanha. E ficam surpreendidos quando lhes digo que nao ha nada do genero em Portugal e que, ca para mim, a coisa ate e uma perda de tempo. Mas nao comecem ja a gritar comigo, que ja vao perceber porque.

Em Kaku, na quarta feira, houve uma cerimonia. A da despedida. Os miudos mais novos cantaram para os meninos que se iam embora e tal. Bonitinha, sim senhor. Tudo optimo.



Na quinta feira, em Ueno, deixaram de ter aulas para poderem praticar ate a exaustao a cerimonia do dia de hoje. A cadencia dos movimentos tem de ser em unissono. Os miudos sobem ao palco para receber os seus diplomas do 9 ano numa cadencia estudada ao milimetro. As maos dos rapazes devem estar com o punho cerrado por sobre os seus joelhos. Nada de pernas cruzadas. A andar, olha-se em frente sem se desviar o olhar por um segundo. Quando o director da escola sobe ao palco, aquando do seu primeiro passo la em cima, toda a gente se levanta ao mesmo tempo. As venias sao para ser feitas a partir do ventre e nao do pescoco. E ha muitas destas, a toda a hora. Os corpos viram-se de acordo com regras. Nao se podem virar de qualquer maneira. Os diplomas sao recebidos primeiro com a mao esquerda e depois com a direita e postos debaixo do braco. As meias das meninas sao puxadas ate quase ao joelho. As cadeiras estao perfiladas com a exactidao niponica do costume. Os professores vestem-se como se fossem a um casamento, mas andam de chinelos, que na escola nao ha sapatos.
E assim. E por isso que digo que e uma perda de tempo. Nao a cerimonia em si, que sera um momento para mais tarde recordar, com certeza, mas com tanto treino, as aulas, objectivo primeiro de uma escola, ficam para tras. E isso preocupa-me, claro esta.
Extrapulando a coisa, temo por um pais que, orgulhoso das suas tradicoes, nao me parece conseguir manter-se a par do que o mundo exige hoje em dia. Nao digo que abandonem os seus costumes - a nao ser que falemos de baleias! - mas se querem recuperar o orgulho nos seus resultados na educacao, ha que se ser flexivel...

Hoje foi a cerimonia em Kaku. Tudo correu como planeado, como tudo sempre corre aqui. Ou quase. Houve um momento, e esse surpreendeu-me a valer: aquando do seu discurso, o director da escola comecou a chorar. A chorar mesmo. Toda a gente tem na cabeca a ideia de que os japoneses nao mostram as suas emocoes bla, bla, bla. E ate e verdade em muitas circunstancias. Mas, hoje, vi aquele homem, que jamais pensaria ver naquela situacao, a chorar no meio das palavras que ia lendo no seu papel, la do alto do palanque, em frente a centenas de pessoas. Com ele, choravam alguns professores. Com certeza, alguns alunos. Eu fiquei tocado, claro esta. Mas agradeci aos deuses nao perceber o que se dizia - entendia algumas coisas, claro - se nao la estaria outra Madalena a chorar...
Tambem um rapaz, do 9 ano, aquando do seu discurso enqanto representante dos alunos, chorou. E o maestro da primeira cancao que os miudos do 9 cantaram chorava copiosamente enquanto conduzia o coro. E ate depois.
E interessante ver esta dicotomia. E muito interessante ver que estas lagrimas todas, mesmo em rapazes adolescentes, nao e sinal de fraqueza. Mas sim de sincero sentimento.


Uma professora vestindo, nao um kimono, mas sim uma hakama (estou tao contente por me lembrar do nome da coisa!).


A entrega dos diplomas.


A saida, ja no final da cerimonia de 90 minutos.



E depois, com os restantes alunos e professores perfilados, la vao os meninos saindo da escola...


E depois e a ramboia total, com montanhas de fotografias tiradas e muito grito a mistura.
(Tentem ignorar os dedos em V em demasia!)






















Por razoes logisticas e tambem porque sim, ca ficam as musicas que os meus meninos entoaram...



De onde e que conheco esta musica? E, sim, eles cantaram em alemao. Ou pelo menos tentaram...






Depois la fui a minha vidinha. Tinha que preparar umas coisinhas. Mas houve uma coisa que me incomodou a valer. Uma coisa a que nunca ligo, mas hoje, va la saber-se porque, incomodou-me: os profs tinham saido para almocar - como isso nunca acontece e digno de referencia - e nao me disseram nada... Como de costume, nos somos esquecidos muitas vezes. Porque nao pertencemos mesmo a escola. Nao sei. Muitas vezes nao nos dizem nada, nao nos informam do que se passa na escola... E hoje magoou-me. Mas, eu, Angelino Jolie dos pes a cabeca, claro que lhes direi quando la voltar para a semana! As coisas nao ditas dao-me cabo da pele!

E como ja disse, o tempo aqui anda esquisito. Ontem esteve um gelo, hoje de manha esteve optimo e quentinho. E eu de gravata comprada de proposito para a coisa - eu bem que nao queria, mas depois pensei que ate ficava bem no cojunto! A tarde, ja a caminho de casa, pos-se uma ventania, um frio e uma chuvinha que nao lembram ao menino Jesus.
E o Tomek mandou-me uma mensagem a dizer que nunca chorara tanto na sua vida como nesta cerimonia. Coitado, e virgem nestas coisas. Eu ja vou na terceira vez!

PS - Sim, as ferias da primavera avizinham-se. Duas semanas, se nao me engano. Mas nao vou de ferias, Mari. Que a escola continua la no sitio. Mas, de facto, nao sei o que vou la fazer...

3 comentários:

Mari disse...

Olha kiko, só te sei dizer que quando pus o 2º vídeo a dar, e ouvi a musiquinha, até a mim me deu vontade de chorar...a sério! E via-se perfeitamente que eles estão sempre a limpar as lágrimas, ficam mesmo sensibilizados com aquilo!Portanto, estou mesmo a ver que se estivesse aí, também iria ser mais uma madalena,lol.
Boas férias, aproveita pa te divertires e....ir ao ginásio, claro!ehehehe
Beijos Mil

Maria Manuela (M&M) disse...

Ai minha santa....mas os tipos fazem tudo assim com este pormenor???

Só não achei piada nenhuma a não te terem convidado para almoçar (palermas !!!)

Se fosse em Portugal, não tinhas metade da organização mas o almoço esse era garantido... beijitos

Celeste disse...

Estou a ver que esta mania das (resmas de) fotografias se pega...
Em Roma, sê romano, não é?
:D

Beiji**