quarta-feira, outubro 24, 2007

Esta e das boas

Ja sei que para ir para Kaku tenho que apanhar o autocarro L. Costumo ir de comboio, mas como ontem tinha o raio dos radiadores debaixo dos bancos ligados, decidi ir de camioneta para nao queimar o rabinho (nao esta nada frio para se ligarem os aquecedores daquela forma!).
Mas hoje, o meu cerebro, ou que dele resta, decidiu que o autocarro certo para mim seria o M (nem sequer vou falar do sistema de transportes nesta cidade, digno de um qualquer sitio como Yamosoukrou, ou coisa que lhe valha).
Estava a ler o meu livrinho, que eu agora ando assim, quando dei pelo autocarro ir pela estrada errada! Entao querem ver que o Angelo das camionetas se tinha metido na camioneta errada!? Pois foi...
Sai em Minami Oita, ao pe da estacao. Nao vinha taxi nenhum. Telefonei do meu telemovel. Vi uns quantos passarem e um estacionar na estacao. Continuei a espera.
Ligaram-me da companhia dos taxis e o senhor so me disse qualquer coisa assim " onde esta? O taxi ja ai esta!". Pois bem, aquele taxi estacionado era o meu e ja la estava ha quase uns 10 minutos. Mas, caramba, sendo o unico estrangeiro num raio de quilometros (benvindos a minha vida japonesa), nao teria sido dificil.
O que e bom nisto tudo e que quer os telefonemas, quer os pedidos de desculpas subsequentes foram todos em japones! Ora, toma!

Cheguei ao trabalho a horas. Alias, sempre soube onde estava. Na ultima aula, porem, tive um ataque de solucos. A outra prof teve que continuar com a aula...

5 comentários:

http://daniel-candido-.hi5.com/ disse...

É a mão que embala o berço, o ombro que falta na altura, a ausência do conhecido...

...perdido... embora sabendo onde estavas...

os soluçoes foram apenas a expressão de que nao existem self made men por mais que pensemos que sim...

a fragilidade é por natureza a condição humana...

parabéns por seres (um verdadeiro) ser humano... ;)

Daniel Pipinho

Daniel Pipinho disse...

É a mão que embala o berço, o ombro que falta na altura, a ausência do conhecido...

...perdido... embora sabendo onde estavas...

os soluços foram apenas a expressão de que nãoo existem "self made man" por mais que pensemos que sim...

a fragilidade é por natureza a condição humana...

parabéns por seres (um verdadeiro) ser humano... ;)

Daniel Pipinho

Cris disse...

Enganaste-te a apanhar um meio de transporte??...nunca pensei ver este dia chegar...a partir de hoje tudo pode acontecer... :-))))

Rosarinho disse...

ahahahah ... assentos aquecidos essa ainda nao apanhei mas já me bastam as sanitas!!!
Quanto aos soluços tens de lhes ensinar a cena de te pregarem um susto de certeza que vao adorar ...

vanessa disse...

Ai um ataque de soluços...n posso...além da dica de se pregar q passa ( e juro-te q passa q qd eu era "piquena" lolo... a minha avó fazia-me mt isso e funcionava)tb há aquela de se beber 1 copo de água estando curvado sobre si mesmo...é experimentar e dp dizer se passa...
Beijos mil p ti lindo.