quinta-feira, abril 05, 2007

Tokyo - Dos corredores do Poder a ginastica laboral

Quem pensava que a minha aventura pelas calles, ou melhor, pelas dori de Tokyo tinha terminado, estava muito enganado. A verdade e que tenho andado exausto e nem tive paciencia para escrever fosse o que fosse...
Alias, andei tanto que os meus belos pes de Cinderela estavam que nem podiam (para nao falar das pernas e das love handles, vulgo rins)! Alias, o bebe - eu - ate fez uma bolha no dedo grande do pe esquerdo! Mas o doi doi ja passou!

Mas vamos la ao que interessa, que a imagem das ditas love handles e da bolha nao sao nada interessantes! O que importa e Tokyo!

Pois que na segunda-feira foi dia de me mudar do quarto do Antonio para a pousada em Asakusa, no outro lado da cidade. Tinha encontro marcado as 09.30 na estacao de Tokyo (sim, que apesar da imensidao da cidade, ha uma estacao com o nome "Tokyo", o que eu acho fantastico).
Apanhei um taxi de casa do Antonio - o autocarro tardava e eu estava cheio de pressa - para a estacao e ai meti-me no comboio. Toda a gente ja ouviu falar dos famosos senhores de luvas brancas (uniforme que se preze no Japao tem luvas brancas) que empurram as pessoas para dentro dos comboios aquando da hora de ponta. Pois bem, la estavam eles. Mas nao os vi em accao, talvez porque ja passava ligeiramente do pico da hora de ponta. Fica para a proxima.
O comboio estava cheio, nada de especial e la me desci na estacao de Shinjuku! E preciso nao esquecer que estava cheio de pressa. O problema e que a estacao de Shinjuku e, no minimo, gigantesca, sendo terminal e local de passagem de inumeras linhas, com tres milhoes de passageiros diariamente. Conclusao, nao encontrei a linha de metro de que estava a procura! Embora fosse naquela mesma estacao! Mas como sabia o caminho para a estacao seguinte, meti-me a caminho e la me meti no metro ate a estacao de Tokyo.
Mas a minha aventura nao havia ainda terminado. Chegado a estacao de Tokyo tive que encontrar um cacifo suficientemente grande para la meter a minha singela mala de cartao! E depois disso tive que encontrar a saida central que era onde o resto do pessoal estava a minha espera! Nem imaginam como foi dificil!

Mas la encontrei o pessoal - apesar de ter saido pela saida norte e de nunca ter encontrado a saida certa. O Peter estava a espera com o seu irmao, Yuri, e com os seua amigos Andrea e Mark. Vieram todos ao Japao para uma visita! E tambem la estavam a Kataoka-sensei (a minha professora de japones... ou melhor, ex prof, uma vez que decidi tirar umas ferias pronlongadas) e o seu namorado, Bill.

(Estou a ver o dvd da Madonna entretanto. Um espectaculo, claro esta!)

Dali, fomos ao Palacio Imperial, bem naquilo que se pode considerar o centro de Tokyo.
Na verdade, aquilo que vemos e uma pequena parte do complexo e nao chegamos a ver o palacio propriamente dito. Alias, estava a espera que o imperador aparecesse para bebermos um chazito, mas o tipo cortou-se!
Aqui ficam as imagens possiveis! Havia uns senhores, ao longo do caminho, sempre a apressarem-nos e a dizerem os sitios exactos para tirar fotografias! Depois admiro-me de, no Japao, toda a gente ter as mesmas fotografias nos mesmos sitios!
E, engracado, foi ver, bem no inicio, a formacao da fila para se fazer o tour. Os japoneses, claro, em primeiro lugar, em filas de quatro pessoas. Depois os gaijin todos ao calhas. E extraordinario ver como somosa to diferentes!

Ca esta um dos senhores...


Nao sei porque, gostei muito desta torre. Sera que e aqui que o imperador mora?


Como toda a gente sabe, Tokyo cresce para cima e, ao contrario de mim, nao para os lados... Aqui esta a prova!


E aqui, nesta praca, que o imperador fala a populaca em duas ocasioes: no dia de Ano Novo e no seu aniversario. Como nos nao somos populaca, ele nao apareceu para falar connosco... Digo eu.


Sakura nos jardins do palacio...








O polvo que e a Agencia Imperial, rigorosissima no controlo da vida do imperador e familia. E nao ha promenor do protocolo que lhe escape.


Uma ponte.




Desculpem la a cara de tecla 3...



Da esquerda para a direita: Yuri, moi meme, Mark e a Andrea.


E as ultimas fotos do sitio, desta vez ja no exterior. Nao posso terminar sem deixar a nota de que estes tours sao gratuitos. A unica coisa que e preciso e fazer uma marcacao com um mes de antecedencia... Maldita Agencia!







Nao, o dia ainda nao tinha acabado! Dali, fomos a dieta. Nao, nao e essa dieta que toda a gente sabe que estou a precisar... E a outra! Dieta como em "parlamento". Bem perto dali.
A Kataoka-sensei trabalhou la quando era ainda estudante e marcou um tour pela dieta. Nunca pensei que o primeiro parlamento que visitaria iria ser o japones em Tokyo!
Um secretario do deputado de Oita recebeu-nos e la fomos nos!


Mas, primeiro, ainda fomos almocar. La dentro, neste sitio todo pipi. Comi o melhor tempura de sempre!


E, como no Japao, nao ha fuga aos impostos nem chico-espertismos do genero, foi o dinheiro dos impostos que nos pagou o almoco... Ningue, nos pediu um tusto! Ficamos todos surpreendidos com isso!

E ca fica o interior da dieta, um edificio comecado a construir em 1936 e concluido 17 anos depois! Bem... Afinal ano estou tao mal da minha cabeca! Ainda me lembro disto 3 dias depois!

Esta e a sala de descanso do imperador, acessivel por uma escadaria que da para um hall que vem seguir. O ultimo imperador, como ja era bem velho, nunca subia a dita escadaria. Ia de elevador.


O plenario.





O dito hall, cuja porta so e aberta quando o imperador vai a dieta ou quando os novos deputados tomam posse.
O imperador nao tem qualquer poder politico no Japao, servindo meramente de simbolo de uniao nacional. Mesmo assim, ele da inicio ao ano parlamentar e aceita as credencias dos novos embaixadores.



O Peter, na sua imensa sabedoria, fez uma pergunta curiosa: sendo o edificio todo construido em pedra, como e que e flexivel o suficiente para sobreviver aos terramotos? A resposta esta na pedra! Foi usado um tipo especial de pedra vulcanica de Okinawa, muito purosa e que, por isso, aguenta com os abalos constantes de Tokyo.

Digam la que este post nao esta noutro nivel!?

E ca ficam mais umas imagens no exterior do edificio que e bem maior do que aquilo que parecia. E tambem la estao a Tina e o Matt que se nos haviam juntado!





Depois de nos passearmos pelos corredores do Poder niponico, fomos ao templo de Yasukuni.
Ja havia la estado no dia anterior, mas foi optimo poder la regressar e ver a coisa melhor, com um terco das pessoas. Ca ficam mais umas belas fotografias do templo. A comecar com uma bela festa de uma qualquer empresa... Com Abril vem um novo ano fiscal e com ele novos funcionarios. E ha que celebrar isso!











Agora vou lanchar que estou esgalgado de fome! Nao fujam! Ainda falta bues!

Depois do Yasukuni jinja, voltamos ao sitio onde eu tinha estado no dia anterior, junto ao fosso do palacio imperial. Havia muito menos gente, o que nos permitiu ver a coisa muito melhor... Mas o tempo nao estava la grande coisa, como, alias, ja deve ter dado para ver...










Ali, eles seguiram para um lado e eu para outro. Fui a Tokyo Station buscar a minha maleta e fui at a pousada... Mais uma aventura para encontrar o sitio, mesmo tendo ido de taxi... Isto de as ruas nao terem nome nao ajuda nada...
Mas la encontrei a dita cuja e fui ter com o meu amigo Aki a estacao de Ueno, bem perto dali.










Mamae is adorar esta zona... Muito tradicional, com imenas pequenas lojas a vender de tudo um pouco... Mas nao encontrei o relogio que papai quer...

Mas mais interessante foi dar com esta pequena sessao de ginastica laboral ali mesmo, no meio da rua. Demais! Ichi, ni, san, ichi, ni, san!



O Japao no seu melhor, claro esta!

Depois de jantar com o Aki, fui para a pousada. Bem cedinho, que estava absolutamente cansado. Mais uma vez, as ruas estao sempre cheias de gente, luzez, barulho...

E aqui ficam umas fotografias ja a caminho da pousada em Asakusa...



Fiquem por ai!

1 comentário:

João Carvalho disse...

Muito bem!!! Voltaste a conseguir repetir umas fotos nocturnas muito artisticas...

Tá-se a ver que tens melhorado no gatilho das 'tugrafias!!!

Da Costa De Carvalho dixit