domingo, outubro 22, 2006

Este fim de semana

No Sabado fui ate Fukuoka ter com uns amigos. Eles tinham um bilhete a mais para ver a Namie Amuro, a rainha da J-Pop. Eu, burro, nem a conhecia, mas la fui e valeu bem a pena. Foi muito interessante e ir ate a Fukuoka (a duas horas na carreira) e sempre bom! Nao ha fotografias do concerto porque nao eram permitidas. Mas tiramos umas fotos antes e depois! AH AH!

Mas quem e a Namie?! Uma menina de 29 anos com um passado algo turbulento: nasceu em Naha, Okinawa em 1977. Ha uns anos, um tio seu matou a sua mae, sem razao aparente. Ninguem sabe quem e o seu pai. Casou-se, teve um filho em 1988 com o seu marido (um bailarino) e entretanto separou-se do tipo por pressao dos pais dele (nao o queriam com uma gaja sem pai nem mae, nao e extraordinario!?). Enfim, uma vida muito incomum. Sobretudo no Japao.
Hoje, tem pipas de massa e e uma das estrelas da J-Pop (que inclui uma serie de estilos, mas refere-se basicamente a musica japonea ocidentalizada).

Aqui ficam as fotos. Reparem bem nos trapinhos (ha que dizer que vi das meninas mais bonitas que ja alguma vez vi... mas as roupinhas, UPA UPA!).
Depois do concerto fomos ate um restaurante italiano... Mas antes vi uma coisa muito interessante (o Japao e assim): uma fila desse tamanho (nao tao grande como a que tivemos que enfrentar para regressar ao centro da cidade!) para jantar numa banca de comida em pleno Tenjin (uma zona em Fukuoka). Interessante! A comida deve ser mesmo muit'a boa!!
Ja hoje, regressei a base. E uns amigos tinham-me convidado para ir ate umas onsen no meio da montanha. Ja tinha ido a umas ha uns meses, mas estas eram outras! So para terem uma ideia, demoramos, pelo menos, uns 15 minutos a subir a montanha, pelo meio de vegetacao super densa (na maior parte do percuso), por estradas sem asfalto ou com um asfalto ja velhote! Mas valeu bem a pena! Estavamos no meio do verde, com um riacho mesmo ao lado!
E que tal o meu sinal de censored!?
E a toalha na cabeca e para me tornar um verdadeito japones! Tradicionalmente e assim que se esta dentro de agua!

Por fim, quando desciamos a ingreme encosta, paramos num pequeno altar no meio da floresta. Os meus amigos japoneses nao reconheceram o deus, mas estavam com receio que fosse o deus-cobra ou o deus-raposa... Eles podem mudar de humor e tirar-lhes fotografias pode ser muito mau... Espero que me desculpem a ousadia! Seja como for, so vimos uma pedra no altar...

1 comentário:

Maria disse...

Migo.. tão grande sinal de "censored"... só se for por a palavra ter 8 letras... haverá tanto pa tapar????

TOU A BINCAR LINDO!!!! EU TB KERO IR A ESSAS COISAS!! BEIJO

Xanocha