domingo, junho 13, 2010

Santos!

A festa começou logo em Santa Apolónia...



Sim, que a imagem acima não me escapou. Nem à Priscilla. À conta desta imagem e das palavras lá perspegadas, fartamo-nos de rir!

O pessoal, que é luso, chegou todo atrasado... Só quem esteve a trabalhar arduamente durante o dia é que chegou lá a horas... Ou outros, não...
E como não havia tempo a perder, toca de começar a festa...




Logo à saída da estação demos com este mestre de dança. Reparem bem nas moves do tipo e, por favor, não se esqueçam dele. Se é que isso é de todo possível...




Alfama, já vim a saber, ganhou as marchas este ano e tudo. E eu, depois de quatro anos de jejum, estou de volta aos santos... Esse pedaço de tempo em que tudo muda na cidade de Lisboa. E o meu regresso fez-se precisamente em Alfama!






Ficámos por ali, junto à Igreja de Santo Estevão.




Asim que conseguimos, apanhámos umas mesas e abancámos. E, claro, mandámos vir comidinha, que estávamos galgados de fome! Eu comecei pela bela da bifana!



E depois foi o que se vê...





A bela da sardinha, claro, não podia faltar. Mas de faca e garfo... Always...










Que saudades tinha eu destes bailaricos!






Assim foi o jantar com algum do pessoal do trabalho.

Dali fui descendo a encosta de Alfama, cheia de gente, em direcção a outra mão cheia de gente.





Até ao Campo das Cebolas, para continuarmos a celebrar os santos. Desta feita ao som de música ao vivo. E olhem que até em italiano cantaram. Que isto não era um bailarico qualquer!



Foi tão bom ter revisto esta minha gente! Há bué da time que não estávamos juntos! E traziam o João Luís que não via desde o final da faculdade... Há dez anos!



E quem é que também por lá estava? Quem?



Aproveitei e trouxe uma aula de moves para toda a gente saber como e bailar a valer. Atentem aos movimentos que este senhor é a nova Jane Fonda!



Nós lá continuámos no bailarico. Acanhados, certamente, face a tal mestre de movimentos...







Foi óptimo. Sobretudo pela companhia excelente! Só não compreendo o porquê da invasão de martelinhos do São João e, pior, de música brasileira?! É que, sinceramente, nenhum dos dois faz parte desta festa fantástica que são os santos em Lisboa!

5 comentários:

Individual(mente) disse...

Descer Alfama foi complicado... e chegar ao Campo das Cebolas entre encontrões e pisadelas então... No recinto do bailarico já não se conseguia entrar... Fiquei-me pela entrada...
(essa da música brasileira nos santos também se me ficou a martelar na cabeça... e era o que não faltava na programação :s)

pinguim disse...

E eu em casa; sou um triste...

Astrid disse...

Giro demais, mas tenho a impressão que o "tiozinho" estava a dançar break dance "avec" street dance - este parecia estar mesmo muitoooo atrasado, mas aproveitou a festa! Angelito, a tradição já não é o que era? Ooops, parem o mundo que eu quero descer! Ui, os minhotos e minhotas têm que locomover-se! :))))
Beijos, flores e estrelas *****

Anónimo, o selvagem disse...

Amo, amo, amo e rezo com a possibilidade de um dia lá ir.
...(suspiro)...
Penso que não será para este ano.
Amo o seu blog e venero ainda mais quem o leve avante.
Boa continuação.

ψ Psimento ψ disse...

Também não acho nada bem!! Martelinhos são daqui!!! Ehehe ainda bem que te divertiste de qualquer modo. Um abraço