segunda-feira, novembro 03, 2008

Mais um momento cultural

Como já tenho dito várias vezes aqui, este blog não é só deboche e pouca vergonha. É também cultura!
No sábado, lá foi um grupinho ver o festival cultural na universidade cá do sítio. O Taka anda lá e a coisa vale sempre a pena, nem que seja porque se passa uma manhã completamente diferente no normal.



Há dança. Mais maluca, mais tradicional. Mas também há cantorias. E com a Megumi no palco, é divertimento garantido!

video







video



E cá estão a Megumi e o Taka a cantar! E qual o meu espanto quando cantam em inglês! WOOOO!

video




O momento cultural chegou ao fim. Foi óptimo. A música esteve excelente, desde Bjork a sons mais dançantes. A luz esteve sempre perfeita e, claro, todos eles estiveram óptimos e estavam claramente exaustos!

Dali fomos andando pelo resto do campus onde, como de costume aquando destes eventos, havia comidinha e pessoas e coisas.

A Emily e a Melissa compraram takoyaki - umas bolas com polvo lá dentro. Tenho cá para mim que o que elas queriam eram bolas... Mas, enfim...


E, como já bem sabem, o Japão está cheio de gente louca. E nunca vi tanto rapaz vestido de gaja, nem em noites de gay parade nem nada!
Mas é que eles funcionam como chamariz para a respectiva barraquita! Tudo não passa de uma técnica de marketing!



Estão a ver o que queria dizer... A Emily com mais bolas prontas e serem devoradas. Desta feita, bolos de arroz.


E, depois de tirarmos esta foto, ela só me disse: nunca mais tiro fotografias com rapazes japoneses. Fazem-me parecer tão gorda! Eu já lhe disse que ela está óptima! Eles é que são uns franganitos!


E por ali andámos nós... Quando demos com isto mesmo à nossa frente! E vocês já estão a pensar mas há putas na universidade!? Que nada! Isto são as meninas que pensam que estão óptimas assim! E tão enganadas que estão! Vêm com o que me cruzo a toda a hora!? Não é fácil!



E ainda nos juntámos com outro grupo que também lá foi, tudo porque a Jessica está interessada num tipo que anda na universidade. História complicada, só vos digo, que esta gente é toda marada!


E, por falar em gajos, a Alafia, a menina lá ao fundo, sentada ao lado da Emily, é demais. Ela, na verdade, mora em Shikoku numa terrinha minúscula e veio até Oita para fugir à morte lenta que é o sítio onde ela mora!

Deixámos a universidade para trás e metemo-nos no comboio de volta à city. Sentamo-nos e mesmo à nossa frente está um rapazito. Nem barba tinha. Nada de anormal por estas bandas. A Alafia não pára de olhar equanto ele descansa os olhos. Devo dizer, que o rapazito tinha muito bom aspecto, sim senhor. Nada que chegue aos meus calcanhares, mas pronto.
Ela diz-me que ele é tão giro e fofo e eu digo-lhe que ela devia dizer-lhe! E não é que, assm que o rapaz abre os olhitos japoneses dele, ela diz-lhe you are so cute! Ai, tanta vénia e tantos arigato e tantos sorrisos!
O tipo ficou encavacado, claro está! E até nos disse que estava nervoso. Mas ficámos a saber que tem 20 nos, vive e trabalha em Oita, andou no liceu em Hofu e ia a um casamento. E mesmo depois de nos dizer isto tudo, não nos disse o nome. Disse que era segredo! E também nos confessou que queria faalar inglês! E eu diss-lhe ok, let's speak in English. E ele disse Hello. Only. Como quem diz, isto é tudo o que sei dizer!

Conto isto tudo porque são estes momentos hilários que tornam o Japão ainda mais especial! É tão giro ver as reacções das pessoas!

Mas a cereja no cimo do bolo foi mesmo este casalinho lindo que vimos na estação:


20 pontos pela fofura, sobretudo porque os dois tinham, seguramente, mais de 90 anos! Isto sim, é amor. Ou pode até nem ser. Mas é ter alguém junto de nós! E para isso nem há pontos que cheguem!

Agora esperem pela próxima história e mais uma overdose de pouca vergonhice!

Sem comentários: