sábado, outubro 18, 2008

Yufuin é sempre bom

Fukuoka tinha ficado para trás, mas já havia mais um destino na mira: Yufuin!
O João e a Maria José vieram bem cedinho de Fukuoka para Oita. Eu encontrei-me com eles na estação e lá fomos os três no comboio para Yufuin, a uma hora daqui.
Até a vista da estação vale a pena, assim que se sai do comboio. E sabe ainda melhor quando ali mesmo, na estação, dá-se com esta coisa maravilhosa...

video

Na verdade, eu nem tinha dado pelas senhoras. Pensava que era um disco a tocar... Mas não. Eram senhoras japonesas velhotas ao vivo e a cores!

E assim se iniciou a nossa visita a Yufuin, numa manhã chuvosa que se tornou num dia fenomenal!


Até deixei uma mensagem lá na estação. Em japonês e tudo. Mas só mais tarde me apercebi da catrefada de erros que dei. É que não há maneira de atinar com o katakana! Deve ser da minha aversão visceral à coisa!



A cidade é fantástica, como já o havia dito. E está polvilhada de lojas bem pipis... Como a do Kitaro.


E a do Totoro.





Pela rua que nos leva até ao lago, há coisas. Muitas. E este senhor até pintou a Maria José de graça e tudo! Um simpático, ele.



E cá estão eles e o dito quadro. Aquando de um intervalo para um croquete. Japonês. Bom. Mas os de Portugal são bem melhores! E os de massa tenra da minha Candocha, esses ninguém os bate!





Fomos até ao lago, vimos as vistas, tirámos umas 3000 fotografias a umas libelinhas pretas. Ou melhores, eles tiraram que as libelinhas não me fascinam assim tanto! E depois, já a caminho da estação, parámos para comer. Uma hamburga! É que tinha ouvido dizer coisas boas!




E a fomeca era muita, como se pode ver. E aquele ovinho que vêm na foto acima fica a matar com a hamburga!

Lá fomos até à estação. Ela mesmo merecedora de uma visita, até porque tem umas águas quentes para os presuntos que sabe muito bem, sobretudo depois de se andar pela cidade fora.
Mas perguntar-me-ão - eu sei que vocês são uns perguntadores - quem são estas meninas!? Pois bem... Andavam por ali a passear e ainda lhes tirei duas fotos. E eles também nos tiraram. O suficiente para iniciarmos uma amizade eterna!



E lá deixámos a bela Yufuin para trás!

Regressámos cedo, viemos a casa e depois metemo-nos na carreira para o centro da cidade. Risada, conversa, parvalheira. À saída o condutor disse-nos que da próxima vez deveríamos ser mais comedidos. E eu respondi bem à japonesa com um sumimasen!
Para variar, não fiquei chateado com a chamada de atenção! Muito pelo contrário! Acho o máximo eles falarem com a gente - sempre correndo o risco de não os entendermos! Embora me pergunte se ele teria dito alguma coisa fossemos nós um grupo de meninas histéricas do secundário!

Mas lá chegámos ao jantar. Um valente okonomiyaki! E em bela companhia.







O jantar passou. E foi muito bom, apesar da minha cara aquando na pressão de pontos que a Melissa me deu por causa da minha dorzita de cabeça!

Dissemos adeus, fizemos umas vénias - afinal isto é o Japão! - e seguimos viagem até ao nosso destino seguinte, o karaoke! Mas demos com este painel, também em português, invocando os 30 anos, não aqui no bebé - o que é uma pena! - mas da geminação com a cidade de Aveiro!


A verdade é que só nós os três fomos ao karaoke! O que também não foi problema, porque fizemos a festa na mesma!




Confesso que o vídeo que se segue não foi a nossa melhor prestação! A música anterior - Holding out for a hero da tia Bonnie - é que tinha sido mesmo a valer! UI UI!

video

Há já bastante tempo que não ia ao karaoke, pelo que soube bem. E depois de um belo dia e em bela companhia, mas nada de pode pedir!

1 comentário:

Xanoxa disse...

AHHH ROXINOLLL!!!!!! coisa mai linda!! tás un entertainer feito... so te falta as partenaires com as lantejoulas! eheheh