quinta-feira, dezembro 16, 2010

Aterrar em Lisboa é mesmo bom

Para já, porque é sempre o regresso a casa e depois porque Lisboa é maravilhosa!


E nunca mais me esqueço de regressar do Japão, depois de uma volta ao mundo, ver Lisboa linda por debaixo de mim e sentir que é aqui que pertenço. E ter os olhos cheios de lágrimas por sentir isso mesmo.

4 comentários:

Ritchie disse...

there is no place like home... é ou não verdade? percebo perfeitamente este sentimento!

ψ Psimento ψ disse...

Eheheh às vezes sinto-me mais feliz quando estou ainda de partida :p.
Abraços.

um coelho disse...

Lágrimas aos olhos vieram-me quando, num sítio remoto deste planeta, há três dias sem tomar banho, muitas noites mal dormidas e esganado de fome ouço numa telefonia de um sapateiro de rua (que de certeza não falava outra língua que não o dialeto local) um fado da Mafalda Arnauth. Compreendo-te perfeitamente Angelo.

Mas também vos percebo, Psi e Pinguim.

Zoninho disse...

só para dizer que o vídeo é incrível!

abraços