segunda-feira, agosto 30, 2010

Ainda a Miquelina

No outro dia dormi a minha sesta da manhã e sonhei com a Miquelina. Eu chorava que me fartava.
A coisa foi tão real, que assim que acordei, e naquele limbo de consciência, chorei mesmo.

Ai a falta que o raio da velha - como eu lhe chamava - me faz!

7 comentários:

Zoninho disse...

só um sorriso e percebo-te bem!

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Faz-me falta o meu pai, Ângelo. A minha Mãe vive cá dentro. E deito lagrimas sem saber...

ψ Psimento ψ disse...

Acredito que sim, aliás o teu sonho já reflecte isso mesmo. Que tanto o teu consciente como o teu inconsciente. Um abraço :)

pinguim disse...

Por vezes, só mais tarde interiorizamos a saudade real de quem perdemos.

Sofia Feliz disse...

Ainda foi à pouco tempo... a saudade fica sempre, mas a dor acaba por acalmar.

O meu avô já partiu à 11 anos e ainda deito uma lágrima quando penso nele. É o amor, o que se pode fazer?!

Vanessa disse...

Como entendo essas saudades.
Eu já sinto tantas da minha "Miquelina" e o seu coração ainda bate, no entanto, ela já se foi há muito tempo.
Beijos mil.

Pulha Garcia disse...

Não sabes as vezes que já pensei na tua Miquelina e em algumas outras Miquelinas que conheço, a propósito da minha avó (que aos poucos se vai desligando do mundo).