terça-feira, maio 11, 2010

Das reclamações e de uma belíssima notícia

Havia reclamado já duas vezes junto do Starbucks. Nunca me responderam. Até que ontem, e para surpresa minha, tinha cá um e-mail deles a pedirem muita desculpa e mais não sei quê. Posso agora ir ao Starbucks do Chiado beber o que me aprouver para que eles me possam provar que o seu serviço é excelente.
Aliás, é a isso que estou habituado no Starbucks e tenho sentido, no Chiado em particular, que não é isso que recebo... Por isso lá hei-de ir...

Esta coisa do Papa também tem que se lhe diga. Percebo o alarido, a segurança, a organização, o metro fechado. Mas sinceramente não percebo porquê que a Carris anda com umas bandeirolas do Vaticano! Sinceramente não entendo. Porque, ao que sei, não fazem o mesmo por outro chefes de estado e uma empresa pública não se devia associar a um acontecimento religioso desta forma. Mesmo num país maioritariamente católico apostólico romano.
A reclamação seguirá já a seguir.

Já perdi a conta dos e-mails que tenho mandado para o IEFP por causa da minha candidatura ao CAP que está a demorar - pasmem-se - já para cima de seis meses. Só ainda não fui lá falar com aquela gente porque estou a trabalhar full-time e não posso dispender tempo. Mas se me aperece uma folga num dia de semana, vou lá e chateio-me a valer.
A coisa, neste momento, está neste ponto: estou à espera que me digam o estado da minha candidatura. Do género, onde anda ela, está a ser analisada, está demorada... Mas ninguém me diz nada, apesar de já lhes ter ligado também umas quantas vezes.
Táctica para estes gajos: e-mails todos os dias.

A boa notícia com que dei hoje é que me parece que estamos a assistir à ascenção da primeira super model aborígene da Austrália. O que mostra como é preciso que ultrapassemos preconceitos. Sobretudo naquele país, onde só há pouco tempo o governo se desculpou pelas atrocidades cometidas contra o povo aborígene daquela terra.
Uma boa notícia que mostra, de alguma forma, que a humanidade é também capaz de se regenerar...

E assim aqui ficam os meus desabafos do dia...

6 comentários:

∗ANA∗ disse...

Já não consigo ouvir falar mais sobre o Papa... e o Papa Móvel...
...

Em relação ao IEFP acho que tens mesmo de lá ir reclamar, infelizmente...

A modelo é muito gira, oxalá tenha muito sucesso.


Bjinhos migo

James disse...

Olá Ângelo, obrigado pela táctica do E-mel a reclamar todos os dias, é de gente como tu que este país precisa...uns quantos Ângelos mais e já faria a diferença por certo. bem quanto ao nosso encontro isto está difícil, mas n desesperes que eu sou mesmo assim...tenho andado ocupado com cenas da minha faculdade e n tenho tido tempo quase nenhum, mas é para breve sim! Não desistas:) Eu mando sms pra combinar!
PS:
Quando eu ver os autocarros da carris com bandeirolas do Burkina Faso já sei o que aconteceu! Ehehehe.

silvestre disse...

A humanidade capaz de se regenerar? Hummm... sim, se houve uma terminação selectiva de boa parte dela.

silvestre disse...

Parabéns pelo starbucks :-)

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Tu e as reclamações ;) Sempre bebes uma bebida à pala ;) Resta saber qual foi o motivo da reclamaçao ;)

Sobre a outra reclamação que fazes, da Carris, importa analisa-la para fundamentar (juridicamente o que nao é fundamentado nao colhe):

"sinceramente não percebo porquê que a Carris anda com umas bandeirolas do Vaticano! Sinceramente não entendo. Porque, ao que sei, não fazem o mesmo por outro chefes de estado e uma empresa pública não se devia associar a um acontecimento religioso desta forma."

Tens ja dois dados que se anulam: Chefe de Estado e líder da Igreja
que este chefe de Estado SIMULTANEAMENTE é. Por aí exsite já uma justificação para as boas vindas, como qualquer pessoa de bem faria (uma empresa de transportes pública representa a população).

"A reclamação seguirá já a seguir."

Seria curioso ver a resposta, mas nao te esqueças que as tuas convicções particulares (agnosticismo ou ateismo) nao podem ferir a dos outros, e se disseres que a dos outros ferem as tuas é um silogismo porquanto vives numa comunidade e so uma pessoa mal consigo mesma ou com problemas de ordem particular contra a Igreja se desfaz nestes mimos como se quisesse mal. Uma pessoa deb bem nao age assim, mein freund.

SE eu vivesse num Estado muçulmano por mais parvo que achasse aquilo tudo nunca iria fazer reclamações deste teor ou apupar os crentes ainda que estivessem de rabo para o ar; chama-se a isto o respeito pelo Outro!

Hugs

pinguim disse...

Ai o Papa...
Nunca mais chega o dia 15; é que a 15 já estamos mais perto do dia 18, data em que chega o Déjan...