domingo, agosto 19, 2007

Do calor do dia ao calor do karaoke

As trovoadas ainda vao dando sinal. Se a Miquelina estivesse aqui, das duas uma, ou estaria sentada no sofa a rezar a Santa Barbara ou estaria abracada a mim, como se eu a pudesse proteger. Isto se ela tivesse o aparelho para conseguir ouvir os trovoes!
Mas esta pequena tempestade parece-me ser o resultado do calor humido das ultimas semanas! Uma coisa inenarravel! Mas, mesmo assim, ha trabalho para fazer!
No verao, nos tomamos parte de alguns seminarios que os professores tem que frequentar (nunca ouvi falar de tal coisa em Portugal). Estamos la por causa do ingles e as vezes fazemos algumas actividades juntos! Desta vez, os professores tinham que preparar um pequeno tour pelo centro da cidade.

Eu estava no grupo destas tres meninas!


Atras de nos, esta Sao Francisco Xavier. O primeiro missionario catolico no Japao. Nao sei se isso e bom ou nao...


Este foi um importante governador de Oita, nos tempos da outra senhora.


E, quanto a esta estatua, nao tinhamos qualquer informacao. Sera por a menina estar desnuda?



E a Shauna nao consegue resistir a uma bela foto!


Tambem aprendemos (na verdade eu ja sabia) que foi um medico portugues, Luis de Almeida, que trouxe a medicina ocidental para o Japao.


Este senhor morreu aos 25 anos e foi um importante compositor.


Se nao me engano, esta e a "morte de Salomao" ou algo parecido. Ainda estou para perceber o que esta a fazer aqui...


Depois de estarmos expostos a um calor infernal, fomos almocar ao 13o andar do edificio da prefeitura. Buffet por apenas 550 ienes. E a vista ate nem era ma!




Depois do almoco demos um voltita por ali, vimos umas lojas, mas o nosso destino era o correspondente a loja dos 300, a hyakuen shop, onde tinhamos que comprar materiais que pudessem ser utilizados na aula.
Esta peruca, claro, nao teria grande uso!


E tambem houve tempo para uma pequena escala. Nos ainda tentamos, mas o Starbucks estava cheio de gente!



O regresso ao centro onde estavamos a trabalhar foi complicado, tal o calor. Mesmo assim, a Shauna estava doida com uma cola com a qual de fazia baloes que tinha encontrado na tal loja! Eu, por engano, inalei aquilo... Mas nao fiquei com a moca, nao se preocupem!


Depois do dia de trabalho, fui ter com o Taka! Passamos pela Tokiwa para irmos ver a filha de uma amiga que esta la a trabalhar e eu dei com este brinquedo fantastico!



Sem comentarios!

A noite, espantem-se, fomos convidados para ir a casa do Javi ver um filme, com o titulo Sakuran. Japones, esta claro, mas com uma bela e colorida fotografia. Gostei, sim senhor. E experimentei esta coisa. O Javi - esquisito da cabeca - tem um pequeno ginasio em casa! E o Tomek, que mora por baixo dele, bem que da por isso!


O filme passou-se e tal e no dia a seguir combinei com o Taka e a Kaori irmos comprar oculos novos.



Claro que os oculos acima foram so para a foto, muito embora ficassem optimos a Kaori! Mas o objectivo era eu comprar umas lunetas novas!

Ate nos serviram cha. So mesmo no Japao!


E ca estou eu a posar com os meus oculinhos novos, bem pipis que eles sao! Os outros ainda esto bons, mas ja bem desgastados de tanto suor!


Estes foram os senhores que me venderam os ditos cujos!


Depois desta bela sessao de compras, voltei para o trabalho. Mas ainda la cheguei antes da coisa comecar, como da para ver!













Acreditem ou nao, e sob protesto, fomos mandados para a rua novamente, desta vez para encontrarmos inspiracao para escrevermos um haiku, uma forma de poema tipicamente japonesa, com umas quantas regras. Mas a coisa boa e que este tipo de poema em ingles e muito mais livre. E o Adam, por causa do calor, anda assim na rua! Parece uma avozinha japonesa! Fora os oculos de sol!


Eu escrevi dois poemas. Um seguindo as regras japonesas, outro mais livre. Inspirei-me num pequeno templo ali perto, com um sino raramente usado. Encontrara-o por acidente, nas muitas ruas de Oita. Ca fica:

Winding roads
Leading verywhere
Amongst the concrete monsters,
Sights of wonder and peace.
Small slices of silence.
Disturbed when souls seek comfort.
Only then.


Modestia a parte, acho que nao esta nada mal e reflecte exactamente o que senti ali.

Mas deixemo-nos de coisas serias!
A noite saimos com alguns dos profs com quem temos estado a trabalhar. Aqui ficam alguns momentos para mais tarde recordar!





Estas pequenas fatias de bolo que aqui se vem, foram a coisa mais parecida com mousse de chocolate que comi nos dois anos que aqui tenho vivido! Bem bom!














Depois fomos ate ao karaoke...


...onde eu comecei forte e feio com o Call Me dos Blondie!







Muita gente com os copos e tal e eu recolhi-me para os claustros com a Shauna ainda antes da meia noite.

E estou muito feliz com isto tudo, porque ja nao tenho mais nada para por no blog. Por ora. Mas a seguir vou esfregar com maos de esfregar a minha casa de banho e a cozinha! Como vem, nao e so ramboia da boa!

2 comentários:

João Carvalho disse...

Angel,

Fomos corridos de Nagasak, e do Japão no geral, por causa desse jesuíta... Cuja ordem ainda por cima era espanhola (razão pela qual o pão-de-ló no Japão se chama castela)...

Estou como tu não sei se foi bom ou mau...

Da Costa De Carvalho dixit

Xanoxa disse...

Adorei o perú-menor do jarrinho de cerveja em cima da mesa do jantar... coisa pouca
e os teus boxers... upa upa.. e a shauna tem que vestir cortinados mais vezes...

ehehe

Beijos