domingo, junho 04, 2006

Kyoto, as geisha e eu!


Kyoto e O sitio a visitar no Japao! A capital imperial durante centenas de anos e, ha quem diga, ainda a capital niponica porque nunca houve um edito imperial mudando a capital desta cidade para Tokyo. E e, por excelencia, a cidade das geisha o unico sitio no Japao moderno onde ainda se "formam" geisha!

Quando ainda estavamos em Osaka, eu fui um dia a Kyoto para poder ver aquilo que o Peter e o Ronnan ja tinham visto, isto porque eles ja haviam visitado a cidade antes. Infelizmente, estava a chover bastante, mas, mesmo assim, ainda pude desfrutar da beleza de alguns locaisa da cidade. Claro que seria optimo se nao estivesse a chover e se houvesse outra luz... Pode ser que seja para a proxima...

A minha primeira paragem foi o Heian-jingu, um templo muito interessante e com uns jardins aparentemente muito bonitos. Mas como estava a chover, decidi nao os visitar... Nao valeria a pena... Mas, mesmo assim, vi uma cerimonia que me parecia ser um casamento shinto, ou coisa semelhente. Tao bonito! Obviamente que nao estava autorizado a tirar fotografias. Nao ali!
Aquela arvore com umas "folhas" brancas e uma arvorezita onde as pessoas colocam uns papelotes com a sua sorte que pode ser lida em qualquer templo...

Dai fui para o Kinkaku-ji, o templo dourado. E mesmo com a chuva e com a falta de luz, o templo mostra todo o seu esplendor. E a zona envolvente e lindissima, como so poderia ser.
E, como tambem so poderia ser, la estavam as carradas de miudos das escolas. Mas alguns deles tinham uma missao: entrevistar gaijin em ingles, tomar algumas notas - em japones, o unico senao da coisa - e tirar uma fotografia! Et voila!

Bem, depois deste templo (muito diferente daquilo que havia visto ate entao, o que e sempre bom) fui para o Nijo-jo, um castelo em plena cidade de Kyoto. Bem... Pensei que fosse mais uma castelito e tal, mas nao podia estar mais enganado. A zona envolvente e, claro, lindissima mas o interior nao lhe fica atras. Os paineis criados pelas portas deslizantes sao de uma beleza indiscritivel e que, em nome da sua preservacao, nao podem ser fotografados. E depois ha o chao... Estes gajos sao mesmo espertos: para evitar a aproximacao fortuita fosse de quem fosse, sobretudo dos inimigos, o chao faz barulho a cada passo que damos. Chamam-lhe o chao rouxinol, porque o som que o chao faz parece um rouxinol a cantar... E verdadeiramente incrivel e este e um sitio obrigatorio! Pena tenho eu que nao houvesse uma luz melhor para poder apreciar a coisa ainda melhor! Vou ter que la voltar!

E cidade que se preze no Japao tem uma torre. A de Kyoto nao tem nada de interessante... Mas ja estacao em frente e um monumento a arquitectura moderna neste pais... E colossal e esta muito a frente. Nao e bem o meu estilo. La esta, parece-me pouco flexivel, pouco curviliena, mas que e diferente, la isso e. E imponente. Muita gente diz, ate, que nao se enquadra numa cidade tao antiga como Kyoto!

Passados uns dias, e depois de termos andado por Osaka e Kobe e de termos visitado Nara, mudamo-nos para Kyoto. Ficamos no White Hotel, bem pertinho da estacao e tivemos que nos mudar para a White House (um anexo do mesmo hotel) na segunda noite. E havia la uma mocita muito bonita e simpatica com um ingles muito bom. Estudara na Australia...

No final do dia em que chegamos a Kyoto, fomos a Gion, a zona da night em Kyoto. Uma zona muito bonita - pena tenho que nao tenhamos chegado mais cedo - e que faz lembrar aquilo que o Japao era ha uns 100 anos... E ha mais fotografias nessa zona... E com um pouco mais de luz.

No dia seguinte fomos ate ao Palacio Imperail, para ver se podia visitar o meu tio, o imperador... Mas devia ter telefonado primeiro... E que para se entrar no palacio e precisa uma autorizacao da agencia imperail que, voila, esta fechada ao fim de semana... Paciencia... Mais uma desculpa para la voltar! Infelizmente, a zona circundante nada tem de interessante. E um jardim, sim senhor, mas nada que se compare a outros jardins da cidade... Ainda ssim, tiramos uma fotografias na zona.

No momento em que escrevo mais este episodio da minha saga japonesa, estou de calcoes em frente ao pc e ja com calor... Tenho medo do verao!!!!!!!!! Acho que vou ter que ligar o ar condicionado... Mas, pelos vistos, em Portugal esta um forno!

Bem, voltemos ao que interessa. Mais um templo. Desta vez o Ryoan-ji, mesmo ao lado do templo dorado... Mesmo ao lado, como quem diz... Ainda nos tivemos que enfiar num autocarro a abarrotar. Mas podemos ver o jardim no estilo kare-sansui, ou seja, um jardim de pedras, bem ao estilo japones. Estava entusiasmadissimo porque sempre quisera ver um destes, mas fiquei um pouco desapontado porque, denovo bem ao estilo japones, e minusculo. Mas lindissimo, entenda-se!

Para que fique bem claro, nem todas as mulheres que usam kimono sao geisha! Claro que alguns de vos vao dizer "duhhhh!", mas vimos uns turistas a correr para um mulher em kimono e a gritarem "geisha, geisha!". Agora que ja vou percebendo um pouco disto, achei isso ridiculo e de um desrespeito estremo!

A nossa proxima paragem foi o Kinkaku-ji, mais um templo da cidade! Alias, como ja devem ter notado, Kyoto tem imensos templos e para todos os gostos.
Por esta altura, a Heather e a Shannon ja nos tinham deixado. A primeira regressara a Oita para trabalhar e a segunda para San Francisco.
Ai... Tanta comprinha da boa em Kyoto! UI UI! Comprei um chapeu de papel a geisha (pode ver-se numa das fotografias em contraste com o verde da zona), umas getta (um dia saberao o que e) e mais umas quantas coisasinhas...
O Kinkaku-ji e lindissimo. Ou melhor, o templo em si nao tem nada para ver. E uma casita de madeira. Mas o jardim... Nao vos digo, nem vos conto. Lindissimo... Acho que as fotografias o provam. E aquele jardim de areia em que se podem ate ver as gotas da chuva que caiu e deveras interessante. Como interessante e o sinal que mostra musgo VIP... Ai estes japoneses!

Dali, fizemos o caminho do filosofo. Os tres pensavamos que teria alguma coisa de especial... Mas nao. E um caminho ao lado de um riacho. Tudo muito bonito e tal, mas e isso. Mas aqueles ursinhos (Pipo esta e para ti!) devem ser o culminar do nosso filosofar... Penso que de que...

No final desse dia, ja bem cansaditos, regressamos a Kyoto para irmos a um teatro de diferentes artes do Japao de outrora. Ainda experimentei o cha no inicio da coisa (ao lado de um mexicano que esta a estudar em Kitakyushu!) e depois vi o espectaculo que incluiu harpa japonesa (nao sei se e a traducao correcta), teatro, marionetas e uma danca de uma maiko, uma aprendiz de geisha. Foi a minha parte favorita, como so poderia ser. E depois do teatro, estava eu telefone com os meus pais, quando nos cruzamos com uma maiko de verdade na rua. Nao pude deixar de olhar, claro! Linda!

Por fim, tomamos o pequeno almoco num cafezito com uma decoracao muito... retro... e o Peter nao podia deixar de dormir a caminho de Himeji...

To be continued!

1 comentário:

Da Costa De Carvalho disse...

Três coisitas...

Ah, ah! Também foste caçado na «entrevista» para a escola! Será que fazem de propósito naquele sitio? E se ao menos soubessem algo do inglês que lhes ensinam... Tive que ler o papel do exercicio para perceber que era para eu assinar...

Aqueles musgos VIP foram o centro da minha atenção, KLARU!

Gostei imenso de ver as tuas fotos nocturnas mas acho que falhaste 1 local mágico: Fushiminari!!! Já sabes o que ir visitar num regresso...