quinta-feira, setembro 22, 2011

Enquanto não posso lá ir, vou vendo - UPDATED

Já há algum tempo que queria escrever este post... Um post sobre os destinos que gostaria de visitar por esse mundo fora ou, até, voltar a visitar...

E eu, esquecido que sou, assim fico aqui com uma referência!

Portugal:
- Gerês
- Serra da Estrela. Sobretudo os lagos que por lá há
- Douro. Há anos que quero fazer uma daquelas combinações de comboio e barco
- Piodão, pelo pitoresco
- Açores. De uma ilha a outra, incluíndo as mais pequenas. A Lagoa das Sete Cidades. Graciosa, onde os meus avós viveram e de onde contavam histórias
- Madeira e Porto Santo
- Trás os Montes. Lá bem no interior. E não sei porquê, adoraria ir a Miranda do Douro
- Foz Côa. Para ver os rabiscos dos nossos antepassados

Espanha
- Madrid. Onde não vou há dez anos. Ver as torres todas tortas, a arquitectura do terminal 4
- Barcelona. Onde nunca fui e atrai-me cada vez mais
- Bilbao. Só por causa do Guggenheim
- Sevilha
- Granada
- Ronda. Pelo equilíbrio do impossível 
- Menorca. Porque das três Baleares deve ser a mais sossegadinha
- Ceuta e Melilla. Porque são pedaços de Espanha no norte de África

França
- Paris. É que nunca lá fui... E a Mona Lisa, mesmo nano, está lá à minha espera
- Provence e Côte d'Azur. De Carcassone, às lagunas, Avignon, Toulouse, Monaco, Nice. E a miríade de sítios para visitar nos entretantos
- Viaduct de Millau

Países Baixos
- Amsterdão. Porque adoraria lá voltar e apreciar tudo de novo
- Afsluitdijke. Porque é absolutamente extraordinário

Reino Unido
- Londres. Mais e mais
- Edimburgo
- O campo britânico. Assim bem lá longe

Alemanha
- Berlin. Tudo o que oiço é bom. Pela história
- Hamburgo. Imagino-a bela. E tenho testemunhos que o atestam

Suíça
- Zurique. Vi aquilo num dia e acho que merece mais

Itália
- Como. E o seu lago. E aquela zona em geral. Deve ser maravilhoso
- Veneza
- Burano. Aquelas cores devem ser fantásticas
- As pequenas aldeolas da Ligúria. Daquelas penduradas entre os penhascos e o mar
- Florença. Pela história, a torre, a ponte
- Roma. Por aquilo tudo que lá há. A Via Apia, o Vaticano, o Coliseu, a Praça de Espanha
- O Etna, na Sicília
- A Sardenha

Malta
- La Valetta

Grécia
- As ilhas do Egeu. Santorini, por exemplo. E outras ilhas pequenas, mas nada de Mykonos e afins
- Atenas. Pela Acrópole
- Os mosteiros do norte da Grécia

Croácia
- Dubrovnik e a costa em geral

Eslovénia
- Ljubljana

Áustria
- Viena

Hungria
- Budapest
- Lago Balaton

República Checa
- Praga. Aquela ponte Carlos V fascina-me

Polónia
- Cracóvia

Dinamarca
- A ponte para a Suécia

Suécia
- Estocolmo. Mais dela
- Malmo, pelo Torso

Noruega
- Os Fiordes

Rússia
- São Pertersburgo, pela opulência
- Moscovo, pelas abóbodas de São Basílico
- Lago Baikal. O mais profundo do mundo. E vem com focas e tudo

Letónia
- Riga

Roménia
- A foz do Danúbio
Turquia
- Istanbul. Pelas mesquitas, pela mistura de culturas
- Anatólia. Pelas piscinas
- O Este da Antólia. Pelos templos de outros tempos em paisagens idílicas
- Capadócia. Pelas casas trogloditas

Síria
- Palmyra

Líbano
- Beirute

Israel
- Jerusalém
- Massada. A história, o inóspito, as alturas 

Jordânia
- Petra. Porque há-de ser uma coisa única
- Mar Morto. É que eu não flutuo facilmente e era de aproveitar

Emirados Árabes Unidos
- Dubai. Um fascínio pelo que nasceu do deserto, literalmente
- Abu Dhabi. É que vai ser uma cidade cheia de coisas para ver e com muita arquitectura da boa

Irão
- Persépolis
- O Irão em geral. Sentir algo diferente


Maldivas
- Antes que desapareçam

Cazaquistão
- Astana. Como prova de uma cidade nascida da loucura de um tipo
- As estepes

Uzbequistão:
- Samarcanda. Pela história

Índia
- Taj Mahal

Sri Lanka
- Os jardins do Paraíso

China
- Pequim. Para ver o muito que não pude ver
- A barragem das Três Gargantas
- Guilin e as suas montanhas
- Hong Kong. Porque gosto tanto que não me canso

Mongólia
- As estepes. O nada que lá há. Deve ser um sossego

Coreia do Norte
- Pyongyang. Porque seria como voltar atrás no tempo
Japão
- Tokyo. Pois claro
- Nara. É dos meus sítios favoritos no Japão
- Miyajima. Um sítio mágico. E aquele portão é maravilhoso

Singapura
- Singapura. Tão bom

Austrália
- Outback. De Ayers Rock ao meio do nada. Deve ser maravilhoso
- Sydney. Quero mais. Muito mais

Nova Zelândia
- South Island. Que, diz-se, é maravilhosa

Tahiti
- E quase que estive para lá ir há uns anos

Argentina
- Buenos Aires

Brasil
- Nordeste. Aquelas praias desertas e com dunas gigantescas. Assim à Tieta

Curaçao
- As cores das casas de traça europeia nos trópicos. E as aguas, claro

Saint Martin
- Tenho uma pancada por esta ilha mínima e, mesmo assim, dividida por dois países...

Ilhas Virgem Britânicas
- Porque ninguém lá vai e devem ser mágicas

México
- Riviera Maia

Estados Unidos da América
- Miami. Aqueles prédios ao lado da água, a arte Deco...
- Washington
- New York. Porque é inesgotável, quer-me parecer. E voltar aos museus
- Boston e Nordeste em geral. Porque há história ali e porque a natureza deve ser maravilhosa
- Seattle. Porque me parece ser muito bom
- São Francisco. Mais. Duas vezes não chegam
- Yosemite
- Grand Canyon. Outra vez. Mas ser louco e meter-me num helicóptero para ver aquilo e ir mesmo ao leito do rio
- Yellowstone. Para ver o que não vi

Canadá
- Vancouver. Afinal é tida como a melhor cidade do mundo para viver
- Montreal

Marrocos
- Marraquexe
- Fez

Egipto
- Gizé. Pelas pirâmides
- Abu Simbel. Por aquele templo esculpido na pedra

Etiópia
- Lalibela. Porque aquelas igrejas esculpidas na pedra devem ser maravilhosas

Seychelles
- Nem preciso de explicar

Moçambique
- Ilha de Moçambique
- Vilankulos. Pela praia e porque ninguém lá vai

África do Sul
- Cidade do Cabo, que tem muito bom aspecto

E, pronto, ao longo da vida irei dando conta dos sítios que poderemos riscar da lista, ok?

(Originalmente postado no dia 21 de Agosto de 2011. Revisto em 14 de Setembro de 2011 e 22 de Setembro de 2011.)

5 comentários:

pinguim disse...

Que maravilhosa volta ao mundo nos deixaste por aqui; acrescentaria a Irlanda, Machu Pichu, no Perú e algumas coisas da China, como Xangai, por exemplo.

Vanessa disse...

Se eu enriquecer temos mesmo de fazer algumas dessas juntos, kikinho!!! Parece-me tudo tãooo bem :)
Beijos mil.

Zoninho disse...

adoro estas listas. vou começar a fazer de onde já fomos, dar algum retorno da informação.
Por exemplo, em PiÓdão, vale a pena visitar mais alguns à volta (também muito pitorescos!). Foz Côa pode ser uma experiência! (pelas temperaturas altas no vale do rio). o Douro é lindo! Barcelona é do melhor que pode haver. se pudesse, vivia lá sem remorsos de ter saído de Portugal. Bilbao é o Gug e mais nada. Sevilha tem piada, Ceuta não vale um peido (ah, excepto ter o brasão com uma mistura de Lisboa e armas nacionais, e coroado!). Itália é toda ela fantástica, Toscana sobretudo; mas Veneza e Burano são um mundo à parte! Praga (e Cesky Krumlov) é incrível...
de resto, vou adoptar a tua lista, ok!

MJS disse...

Olá Filhote!

Há bastante tempo que não vinha ver o teu blog, mas ainda bem que hoje me deu para isso. Pois é, adorei este este teu artigo... ou não falasse ele de viagens :-)

Resolvi vir desafiar-te para daqui a uns tempinhos (logo que fique boa) irmos ver ou rever alguns dos destinos a que fazes referência.

Pensei durante alguns segundos antes de te lançar este desafio, mas rapidamente concluí que nos podemos divertir bastante os dois. Fotografias loucas e boa disposição não irão de certeza faltar :-)

Pensa nisso...

Beijokas,
Mommy

Sílvia Carina disse...

Da Europa já fui a quase todos esses sítios. Conselhos:
- Certifica-se de que não há tempestade para não ficares preso em Santorini;
- Nunca dês o bilhete de interrail para a mão de um revisor entre a Hungria e Cracóvia;
- Para a Rússia arranja guia que fale português, mas que não saiba sempre a mesma piada: "Vai chover! Vai tu!"
E pronto e tás pronto para as tuas aventuras! E claro que o Afsluitsdijk é o máximo! Frio e ventoso, mas na boa.