sábado, julho 23, 2011

Londres é sempre bom!

Fui a Londres. A trabalho. Pode até não parecer, mas fui. Só não meto aqui as fotos alusivas ao trabalho, que este não é o espaço para isso.
Aprendi coisas novas, fiquei satisfeito por as entender. Levantaram-se questões e conheceu-ramse pessoas fixes, que é o que a malta gosta.

Mas, sobretudo, Londres é sempre bom. E em boa companhia ainda é melhor.
A estas duas, porém, odiaria, fosse eu um passageiro normal no avião com destino a Heathrow. É que as tipas não se calaram o caminho todo. Mesmo assim, a Marta não se esquecia de me dar a mão cada vez que o avião abanava. É que o maldito ainda ía na pista e, dados os ventos lisboetas dos últimos dias, já se abanava todo...


O Pedro também foi.


E lá estava o normal taxista londrino para nos receber.


Eo guarda da Torre de Londres.


Mas o que é fantástico é que dei com o Fabrício depois de uns oito anos sem nos vermos!!! Ele, vindo do Brasil há uns dias, estava no aeroporto onde nos cruzámos.... A caminho de Londres no mesmo avião que nós!

O mundo é mesmo pequeno e um sítio meio maluco!

E lá chegámos. Para ver uma cidade cheia de gente e de recantos bonitos.





E até comemos e tudo. Em Picadilly. Um sítio simples, claro.



Ficámos alojados fora de Londres. A uns 30 minutos de comboio, junto ao Thames. Com o tempo maravilha normal naquela terra...



Mas aqui fica a prova provada que o sol também brilha em terras de Sua Majestade!


E olhem lá a estação na nossa terreola. Muita porta de comboio segurámos nós à pala dos bilhetes comprados à última da hora!


E o que é fantástico é que os tipos têm descontos para quatro pessoas!

E lá éramos chegados a Londres!



Até nos double-deckers andámos. E eu que bem me lembro dos autocarros de primeiro andar em terras lusas... Lembrança que partilhei com a companhia cujo comentário foi mas que idade tens tu!?


Seja como for, quero autocarros de primeiro andar em Lisboa e já! É uma cidade que merece!


Depois foi a chegada da paparoca. E acabei com uns amigos fantásticos num restaurante tailandês, com opções chinesas e umas coisas japonesas escondidas!


A companhia era mesmo do melhor. E isso muda tudo.


E eu já não via a Ana há uns quase dez anos! E vê-la no Soho dá logo outro ar à coisa!

Aliás, o Soho está cheio de ares...


Obviamente que não podia ir à cidade sem comprar umas coisas mínimas...


Compras que foram seguidas por convívio no quarto do Greg, o nosso colega polaco.


A frase da noite - cujo contexto não perceberão, mas não faz mal - foi dita pelo Greg: I don't give a fuck. I don't date anyone from there and I don't go for drinks with them. So I can say whatever I want. Fuck it.
E quem fala assim não é gago, mas é polaco.

No dia seguinte, houve mais trabalho árduo com umas senhoras fantásticas. Seguido de mais uma escapadela a Londres...


Onde se encontram sempre cenas assim...


E assim...


E companhia dos tempos japoneses. E com companhia destas, um fish and chips deixa de ser um mero peixe frito em cerveja com batatas fritas, para passar a ser uma viagem ao passado e um estudo de promessas para o futuro!



Foi maravilhoso estar com a Mary, a Max e o Shin. Absolutamente maravilhoso!


Pouco depois estava chegada a hora de partir para terras lusas.


A viagem correu bem. Mas, lá está, a turbulência só se fez sentir à aterragem. Lisboa estava linda como sempre, mas maldito vento!

9 comentários:

Astrid disse...

Bjo, Angelito. Fica bem! ;)

V. disse...

Ena, mas que catrefada de posts!!!

As fotos de Londres estão muito 'benitas'!!!

Leonor Sousa disse...

Adoro os teus posts. Fazes a vida ser bonita.

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Concordo em absoluto com o regresso de autocarros (os verdes) de double deck ;)

★ Ana ★ disse...

A viagem parece ter corrido às mil maravilhas :)

Nunca foi a Londres, mas faz parte dos meus planos.

Bjinhos migo :)

ψ Psimento ψ disse...

Gosto muito de viajar mas estranhamente nunca fui a Londres. cada dia acho mais que é uma falha grave. Abraço, grande viajem e obrigado pelas fotos.

pinguim disse...

Ai Londres!
Talvez a cidade que mais me fascina nesta velha Europa: há sempre qualquer coisa diferente a ver, por muito que se lá vá; e nunca cansa.
A minha primeira visita foi nos anos 60 e desde então já lhe perdi a conta...

Vanessa disse...

Aiiiiii...Londres...que se me continua atravessadíssima...quanto mais fotos mais dor ao nível cotovelar se me dá eh eh...as fotos estão lindas e, uma vez mais, o meu kiko espalhou a sua magia, só poderia ser assim!!
P.S. Para quando um rendez vous??? quero conhecer a tua maison!!! Estou de vacances e a tua Faneca merece!!!! Beijosssss.

Sílvia Carina disse...

Uau, mesmo por terras portuguesas não perdes essa tua vertente internacional, assim mesmo é que é! Continua com estes posts que são o máximo e dão umas saudades das viagens por terras europeias...
Olha fofo, eu também tenho um bloguito aqui das aventuras luso-holandesas, mas tenho protecção - envio-te o convite para o teu gmail, oki?
Jocas