domingo, setembro 05, 2010

Por Lisboa afora...

Estava ali no Rossio à espera de gente e fui olhando em volta de mim. A sombra da árvore permitia-me estar ali à sombra a dedicar-me a uma actividade de que tanto gosto: people watching.

E dei logo com um exemplo muito bom do homem português com mais de sessenta anos... E atentem bem na camisinha aberta até quase ao umbigo!


Estando por ali, claro que havia muito turista a maravilhar-se com a bela Lisboa:


As fontes do Rossio são bem giras, sim senhor. Até nos seus pormenores.


Ali perto, a caminho do Carmo, vê-se algo muito mais à frente, mas não sem pormenores, também.


Um grafitti da estação do Rossio antiga. Uma coisa como deve ser e não aquelas cegadas de graffiti pseudo- intervencionistas ou de pilinhas...

E depois Lisboa tem destas surpresas inesperadas em plena Rua Augusta:


Confesso que, no outro dia, no Chiado, vi a polícia a mandar saír de lá um pequeno grupo de cantantes - e são bons, que já os ouvi - quando me apetecia era dizer-lhes enxotem é os gajos que andam a vender drogas na Baixa. Esses sim é que nos incomodam!

1 comentário:

dois coelhos disse...

... e os arrumadores!